Após caso de estupro, comandante da PM faz desabafo e alerta para cuidados com doações

Outras notícias da semana

Decisão em primeira instância indefere candidatura de Ciro Roza; que irá recorrer

Em decisão de primeira instância, a Juiza Clarice Ana Lanzarin indeferiu o pedido de candidatura de Ciro Roza, que concorre à prefeito de...

Mais dois candidatos são sabatinados durante assembleia do GRUPIA

Foi realizada na manhã de quinta-feira (22), a segunda etapa da Sabatina com os candidatos à majoritária no pleito eleitoral de 2020...

Brusque registra seis novos casos de Covid-19 em 24h

A cidade de Brusque já tem 5.666 pacientes recuperados do coronavírus. Segundo o último boletim epidemiológico divulgado neste sábado (17) o total...

Equipe de Brusque fatura o primeiro League of Legends (LoL) do IFC

A equipe do IFC de Brusque foi campeã do League of Legends – LoL do IFC-SC. O time Last...

Segue o texto na íntegra emitido pelo tenente-coronel Otávio Ferreira, comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar.

Sres. agentes da imprensa e sociedade brusquense em geral, o que irei escrever abaixo é mais um desabafo deste Comandante e Policial Militar (com muito orgulho) que também está diariamente na rua no combate a criminalidade e consequentemente comprometido com a melhoria da segurança e da qualidade de vida em nossa cidade, apesar de saber do risco de novamente ser mal interpretado e até sofrer retaliação, como outrora já ocorreu, mas não posso me calar e deixar de expressar o que eu penso neste momento, até porque a segurança pública, conforme o artigo 144 da nossa Constituição Federal, é dever do Estado e RESPONSABILIDADE DE TODOS.

Na presente data aqui em nossa cidade tivemos um caso de estupro de uma adolescente de 14 anos que estava só em sua casa, local teoricamente inviolável e mais seguro que poderia está, e repentinamente teve seu sossego e segurança quebrada por um marginal de 19 anos, o qual bateu em sua porta se identificando como voluntário de uma instituição beneficente de outro município, solicitando doações de roupas para uma certa casa de DEPENDENTES QUÍMICOS e MORADORES DE RUA, onde este masculino ao perceber a fragilidade do contexto em que a feminina se encontrava resolveu estrangula-la até desmaiar estuprando-a em seguida, causando com certeza um grande trauma naquele ser humano em tenra idade e consequentemente em toda sua família.

Se nós observarmos com um pouco mais de critério, NOSSA BRUSQUE está a cada dia ficando mais DOENTE, doente com os MORADORES DE RUA ou ANDARILHOS em toda a cidade e que a cada dia aparecem em maior número, doente com PEDINTES de ruas, esquinas e ou semáforos, doente com os “ARTISTAS DE RUA” (malabares, estátuas, etc), VENDEDORES e ESTRANGEIROS de semáfaros, doente com o número de DEPENDENTES QUÍMICOS que aumentam a cada dia mais, enfim, uma variedade de pessoas que na sua imensa maioria são jovens (20 a 40 anos de idade), saudáveis (com pernas, braços, etc) e com pleno vigor físico, mas que, devido o famigerado EXCESSO de DIREITOS HUMANOS, do amplo DIREITO DE IR e VIR, e principalmente A BONDADE DO POVO BRUSQUENSE, que na verdade entendo como maldade além de estarmos fazendo papel de trouxas (“quem tem pena de despena”, “não dê o peixe, ensine a pescar”), estamos lhes tirando os estímulos de vida (necessidade de verdadeiramente trabalhar) para viverem dignamente.

A sociedade tem que entender que quando “ajudamos” (com alimento, dinheiro, roupas, etc) essas pessoas estamos sim estimulando-as permanecerem nessa situação, estamos tirando a oportunidade delas acordarem para a vida e viverem dignamente, e pior, estamos incentivando várias outras a entrarem nesse mundo e virem para Brusque, pois o povo brusquense é bom, é caridoso, é sensível, nos ajuda, etc…

Não há dúvida que existem várias formas de VERDADEIRAMENTE AJUDAR alguém, primeira delas é você ser digno, ser exemplo e educar com bons valores seus filhos evitando assim a proliferação de pessoas sem valores e dignidade, segundo é você adotar alguém nessa situação e levá-la para sua casa a fim de ensinar valores e a trabalhar, contexto que por motivos óbvios ninguém faz, outra maneira é você procurar e ajudar as entidades de assistência do município, pois são inúmeras, ficando difícil citar todas aqui, pois através delas, e de forma inteligente e adequada, essas pessoas serão verdadeiramente ajudadas.

Então façamos a nossa parte de forma inteligente, madura e responsável, visando evitar que BRUSQUE fique mais DOENTE ainda, que vire um depósito de pessoas SEM VALORES E DIGNIDADE e que, e principalmente, não sejamos a próxima vítima de ESTUPRO ou algo do gênero!

Tenente Coronel Otávio

Comandante da Polícia Militar em Brusque.

Últimas postagens

Obituário de sábado 24 de outubro

Funerária Guabiruba Faleceu às 10 horas de sexta-feira, 23, Edna Kraeft, 66 anos, morava na Rua Adelino Erthal, Imigrantes. Corpo velado...

Tribunal acata denúncia contra Moisés e isenta Daniela; governador será afastado e vice assume

O Tribunal Especial de Julgamento acatou, no início da madrugada deste sábado (24), a denúncia contra o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e...

Delegados comentam operação que prendeu em Brusque acusado pela morte de policial civil, no Pará

Na tarde desta sexta-feira (23), foi preso em Brusque, em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela justiça paraense, um homem...

Endorfina – resultado sorteio de 23 de outubro.

Pizza Grande  (3 sabores tradicionais) da Ramalhone Pizzaria ***Ganhadora: Angélica Ziembicki***

Operação entre as polícias de SC e do Pará prende membro de facção criminosa acusado de participar da morte de policial civil

Na tarde desta sexta-feira (23), a Polícia Civil do Estado do Pará prendeu um fugitivo, com alcunha de 'Bebe Leite', em cumprimento...
Publicidade
WhatsApp chat