CPI da Cosip encerra a primeira fase de oitivas com três novos depoimentos

Outras notícias da semana

Ocorrências da Segurança Pública no final de semana

A Polícia Militar foi acionada por volta das 17h50 de sábado, 17, no bairro Guarani. A denúncia era de que estava ocorrendo...

UNIFEBE abre inscrições para 2021 Seleção pelo Histórico Escolar será realizada pelo site da instituição

Começou na sexta-feira (16), no Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE), o período de inscrições para a Seleção pelo Histórico Escolar de...

Observatório Social de Brusque e região divulga balanço trimestral

O Observatório Social de Brusque e região (OSB Brusque) disponibiliza à comunidade, mantenedores e apoiadores o balanço social das ações realizadas de janeiro a abril...

Boletim Epidemiológico de quarta-feira, 14 de outubro

Boletim Epidemiológico de quarta-feira, 14 de outubro A Vigilância em Saúde de Brusque registrou 22 novos casos de Covid-19...

A CPI da Cosip realizou na tarde desta terça-feira, 22 de setembro, a segunda sessão da primeira fase de oitivas previstas em seu cronograma de atividades. A comissão parlamentar de inquérito apura se houve uso indevido de recursos da Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip) na compra de decoração natalina, pela Prefeitura de Brusque, em 2017 e 2018. Foram interrogados, nesta data, a diretora de licitações e contratos do órgão, Christiane dos Santos da Silva, o contador Cristiano Bittencourt e o diretor geral da Controladoria-Geral do Município, Daniel Felício.

Nesta etapa dos trabalhos, a convocação de testemunhas visa colher subsídios que possam contribuir com a investigação legislativa. Dentre as informações fornecidas em depoimento, está a de que, em anos anteriores aos analisados pela comissão, como de 2012 a 2014, recursos da Cosip também teriam sido empregados com a mesma finalidade.

Integram a CPI a vereadora Ana Helena Boos (PP), como presidente, e os vereadores Cleiton Luiz Bittelbrunn (DEM), na função de relator, Deivis da Silva (MDB), Gerson Luís Morelli, o Keka (Podemos), e Sebastião Alexandre I. de Lima, o Dr. Lima (PL).

Eles querem, agora, que o Poder Executivo disponibilize à Câmara cópias de uma série de documentos relativos ao período compreendido entre 2012 e 2016: memorandos de licitação; pareceres contábeis e jurídicos; pareceres do Controle Interno, caso existam; portarias que nomearam pregoeiros e fiscais de contratos; notas de empenho; ordens de compra; e notas fiscais referentes a compras e contratações de decoração de Natal. O pedido ainda precisa ser oficialmente encaminhado à Prefeitura.

Últimas postagens

Schwenck é apresentado como técnico do Renaux para Série C

O Clube Atlético Carlos Renaux apresentou nesta segunda-feira (19)o treinador que vai comandar o Vovô em busca do acesso à Série C do Campeonato...

Boletim Epidemiológico de segunda-feira, 19 de outubro

A Vigilância em Saúde de Brusque registrou 10 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Segundo o último boletim epidemiológico divulgado...

Mulher fica ferida em acidente que veículo fugiu do local, no bairro Dom Joaquim

Uma colisão entre carro e moto mobilizou o Corpo de Bombeiros na tarde desta segunda-feira, 19. O acidente foi registrado na Rua...

Confira a pauta da sessão ordinária desta terça-feira, 20 de outubro

Confira a pauta da sessão ordinária desta terça-feira, 20 de outubro Vereadores apreciarão ao menos três projetos de lei...

Interligado – resultado sorteio de 19 de outubro.

Par de ingressos do Cine Gracher. ***Ganhadora: Soniélle Padilha
Publicidade
WhatsApp chat