DIC finaliza investigação sobre homicídio no Rio Branco

Outras notícias da semana

Polícia Militar prende casal por tráfico, no bairro Steffen

Um casal foi preso por tráfico de drogas no bairro Steffen, na noite desta terça-feira, 13. De acordo com a Polícia...

Grupo do Bay arrecada dez mil reais com rifa em prol da Laurinha

O Grupo do Bay divulgou o resultado da Rifa, em prol da Laurinha, na última segunda-feira, 12. O valor total arrecado foi...

Morre o empresário e ex-prefeito Hilário Zen

Morreu nesta quinta-feira, o empresário e ex-prefeito de Brusque, Hylário Zen, aos 92 anos. O prefeito Jonas Paegle emitiu uma nota de...

Ama Brusque inicia produção da Carteira Nacional de Identificação do Autista

A Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) já iniciou a emissão da Carteira Nacional de Identificação do Autista e a Associação de...

O delegado Alex Bomfim Reis afirma que a Polícia Civil elucidou o homicídio que envolve a morte de Fábio Júnior de Paula, de 18 anos, encontrado morto com ferimento de arma de fogo no dia 14 de setembro, no bairro Rio Branco.

Conforme Bomfim, o suspeito da morte se apresentou na delegacia e prestou depoimento, na última sexta-feira,18.

“Ele se apresentou na delegacia e deu a sua versão; tem a confissão do autor”, disse o delegado.

A DIC – Divisão de Investigação Criminal apreendeu um revólver calibre 38 com munições. No decorrer dos trabalhos, testemunhas e populares foram ouvidos.

Desde que a polícia foi acionada, a DIC e a Polícia Militar, que deu apoio na investigação, tinha apontado pelos depoentes o nome do principal suspeito.

Em seguida, o trabalho da Polícia Civil foi de apurar as circunstâncias da morte. O caso já estava sendo elucidado horas após o crime, no entanto, o setor de investigação buscava por provas e de depoimentos.

Sobre o que motivou o crime, o delegado Alex Bomfim não deu detalhes sobre a versão apontada pelo acusado.

“Para não tumultuar neste momento, em respeito aos advogados, esse ponto será posteriormente esclarecido. A Polícia Civil entende que não houve uma motivação, um fato que justificasse a agressão, uma vez que a vítima se quer tentou agredir ou bater no autor, houve sim uma discussão prévia” frisou.

A investigação apontou que a morte ocorreu por volta das 22h da noite anterior ao dia em que o corpo foi localizado.

“A vítima tentou fugir e se escondeu numa construção próxima, não era possível encontrá-la facilmente”, explicou.

“Os fatos aconteceram na frente do estabelecimento e o ato criminoso e corpo da vítima nos fundos” disse Alex.

Com a finalização do inquérito policial, o caso será encaminhado ao Poder Judiciário.

Últimas postagens

Schwenck é apresentado como técnico do Renaux para Série C

O Clube Atlético Carlos Renaux apresentou nesta segunda-feira (19)o treinador que vai comandar o Vovô em busca do acesso à Série C do Campeonato...

Boletim Epidemiológico de segunda-feira, 19 de outubro

A Vigilância em Saúde de Brusque registrou 10 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Segundo o último boletim epidemiológico divulgado...

Mulher fica ferida em acidente que veículo fugiu do local, no bairro Dom Joaquim

Uma colisão entre carro e moto mobilizou o Corpo de Bombeiros na tarde desta segunda-feira, 19. O acidente foi registrado na Rua...

Confira a pauta da sessão ordinária desta terça-feira, 20 de outubro

Confira a pauta da sessão ordinária desta terça-feira, 20 de outubro Vereadores apreciarão ao menos três projetos de lei...

Interligado – resultado sorteio de 19 de outubro.

Par de ingressos do Cine Gracher. ***Ganhadora: Soniélle Padilha
Publicidade
WhatsApp chat