Comissão de eventos fará manifestação em frente à prefeitura pela retomada

Outras notícias da semana

Carro bate em poste no bairro Santa Rita

Na madrugada desta quarta-feira, 16, um carro bateu contra um poste na rua Sete de Setembro, no bairro Santa Rita. O acidente foi registrado...

PROS confirma apoio à candidatura de Paulo Sestrem e Michel Belli

Em nota à imprensa, o PROS confirma que não terá lançará chapa para concorrer à Prefeitura de Brusque. O comunicado também diz que o...

Paróquia São Luís Gonzaga retoma celebração do Batismo

Seguindo o decreto emitido pela Arquidiocese de Florianópolis, na última sexta-feira, 11 de setembro, a Paróquia São Luís Gonzaga informa a retomada...

COVID-19: Boletim epidemiológico desta sexta-feira, 18 de setembro

A Vigilância em Saúde de Brusque registrou 43 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Segundo o último boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira...

Empreendedores e profissionais de eventos seguem na luta pela retomada. O setor se uniu, trabalhou na elaboração de um protocolo de segurança, esteve em dois encontros com o poder público municipal, para debater o retorno das atividades com restrições e, a contar com um cenário positivo e um grande anseio das diversas categorias do setor (diretas e indiretas), a volta dos eventos permanece incerta, o que afeta gravemente a sustentação econômica da classe.

O assunto foi abordado em entrevista no Jornal da Diplomata na manhã desta segunda-feira, 15, com a presença de Evandro Rubleski, Dj Muvi e a cerimonialista e assessora de eventos, Ellen Dell’Agnolo, representantes da comissão; juntamente com Janine Vogel Decoração e Marcia da Encantos festas.

Em razão do cenário e da necessidade de mostrar a insatisfação, será realizado na tarde de hoje, às 15h, uma manifestação na Praça Sesquicentenário, em frente à Prefeitura de Brusque.

“O objetivo central é trabalhar com segurança tanto para os fornecedores e contratantes, não abrimos mão disso em nenhum momento; o segundo foco é alavancar a economia local”, frisou Rubleski.

No campo dos números, o setor defende que diretamente de duas a três mil pessoas (profissionais) impactados e de forma indireta, por serviços de complementação de renda, os indicativos apontam que em torno de dez mil pessoas são afetadas pela falta de eventos na cidade.

“A gente entende que tem a dependência do governo do estado, mas nós como profissionais, precisamos cobrar os órgãos competentes, ficamos até frustrados quando fizemos comparações e causa mais estranheza com o retorno gradativo de muitos setores e o que impede o governo estender a mesma regra para que pequenos eventos”, destacou Evandro.

Protocolo – Elaborado pela comissão, o protocolo de prevenção contra a Covid-19 estipula medidas básicas, como álcool em gel, aferição de temperatura e controle de público.

Uma das bases da retomada é o próprio conceito técnico que permite o retorno de bares e restaurantes.

“Queremos manter a mesma regra com capacidade de 30% e o que for

de acordo com o alvará dos estabelecimentos”, destacou Ellen Dell’Agnolo.

“O nosso viver é seguir protocolos, somos especialistas nisso”, frisou Ellen.

Entrevista com representantes do setor de eventos sobre retomada das atividades

Objetivos desta proposta

Fomentar Economia local

Promover a saúde da sociedade através de medidas sustentáveis

Cenário Atual

Não há plano de retomada estruturado para o setor de eventos

Mais de 10.000 pessoas sem previsão de renda

Fechamento de empresas do setor de eventos

Escassez de vagas de trabalho

Curva de contaminação COVID-19 estável

Déficit de cerca de R$ 73 milhões de Março a Agosto de 2020 no setor de eventos (Pib 2019 Brusque R$ 249 bilhões x 4,6%-média nacional x 6 meses)

Cenário desejado

Plano de retomada do setor de eventos estruturado

Previsibilidade de renda para mais de 10.000 pessoas impactadas diretamente

Promover abertura/re-abertura de empresa do setor

Promover abertura/re-abertura de vagas de trabalho no setor

Curva de contaminação COVID-19 decrescente

Recuperação do Pib-Brusque com o setor de eventos

Medidas e/ou implementações

Para realização de qualquer evento, seja ele a natureza que for, encontro familiar, casamentos, batizados, etc, onde houver alguma concentração de pessoas, o mesmo deve ser informado, e aqui entendemos que assim como para eventos de grande porte, deve-se solicitar junto a prefeitura municipal uma espécie de alvará

A taxa para retirada deste alvará, sendo abaixo de 30 pessoas isenta-se, doutra forma sugerisse a cobrança de R$ 1,00 (um real) por pessoa – toda renda arrecada com a emissão dos alvarás deve ser destinada única e exclusivamente para o Movimento do tipo: SALVE LAURINHA

A necessidade de retirada de alvará para funcionamento de eventos/festas seja ela de qualquer natureza inicialmente fica válido até 01/12/2020, podendo ser prorrogado mediante alinhamentos entre os representantes do município e classe aqui solicitante

A quantidade de pessoas limita-se a 30% da capacidade total do local

1 Recipiente com álcool em gel   para cada 10 pessoas, assim como na entrada do local, quanto ambientes como cozinha e banheiros.

Profissionais que trabalham diretamente com alimentos e afins, devem estrar além da máscara, utilizar obrigatoriamente luvas plásticas (do tipo cirúrgicas na cor preta)

O distanciamento deve-se considerar o mesmo já estabelecidos para bares, restaurantes e afins.

O Horário de funcionamento também deve ser o mesmo já estabelecido para bares e restaurantes (08h as 23h)

Em eventos onde possa ter alguma forma de dança, deve-se ter um local demarcado, controlado por monitor, que restrinja a apenas 30% do público presente (informado na solicitação do alvará), não pode haver contato direto.

O distanciamento entre mesas considera-se o mesmo de bares e restaurantes

O uso de mascará durante o evento considera-se o mesmo de bares e restaurantes

Os órgãos municipais de saúde poderão auditar sem aviso prévio qualquer evento, e uma vez que alguma das medidas não estiverem de acordo, podem interditar de forma imediata.

A responsabilidade do comprimento das medidas de segurança    fica sobre o solicitante do alvará. O interessado em realizar o evento, deve fazer cumprir as medidas, tanto de seus convidados, clientes e fornecedores.

Últimas postagens

Mega-Sena acumula e pagará R$ 43 milhões na quarta-feira

Ninguém acertou as seis dezenas da Mega-Sena sorteadas neste sábado (19), em São Paulo. Eis os números sorteados: 17, 18,...

Carros colidem frontalmente no Lageado Alto em Guabiruba

Por volta das 21h45 de sábado, 19, ocorreu uma colisão frontal entre dois automóveis na Rua Lageado Alto, Guabiruba. Um homem...

No mês da radiodifusão, Jornal da Diplomata entrevista Marise Westphal e recebe Saulo Tavares, em entrevista ao vivo

Caros ouvintes, internautas! Dia 25 de setembro se comemora o dia da radiodifusão. E o rádio, este meio tão importante e antigo...

Governo de SC estabelece regramentos sanitários para eventos sociais no Estado

O Governo de Santa Catarina publicou nesta sexta-feira, 18, portarias que estabelecem critérios para retorno gradual e monitorado de congressos, concursos públicos,...

Obituário, 19 de setembro de 2020

Central Funerária – Faleceu às 13h de sexta-feira (18), com 80 anos, Valério Heil, popular Lelo mecânico, que morava no bairro Santa...
Publicidade
WhatsApp chat