TSE aguarda deliberação do Congresso Nacional sobre nova data para as eleições

Assunto foi abordado em entrevista com o Dr. Ronaldo Uller, especialista em Direito Público.

Outras notícias da semana

Briga entre irmãos termina com um esfaqueado, no bairro Águas Claras

Uma desavença entre irmãos terminou com lesão corporal grave (esfaqueamento) nesta quinta-feira (24), na rua Luiz Eccel, bairro Águas Claras, em Brusque....

Homem é preso por tráfico de drogas no Cedrinho

Na madruga de segunda-feira, por volta das 00h45, a Polícia Militar de Brusque (PM) realizou a prisão de um homem pelo crime de tráfico...

Corpo de Bombeiros atende acidentes em Brusque e Guabiruba; colisão, capotamento e queda de moto

Guabiruba - O Corpo de Bombeiros foi acionado para um capotamento de veículo, por volta das 7h30 desta quinta-feira, 24. O acidente...

Incêndio em veículo movimenta bombeiros na Avenida das Comunidades

O Corpo de Bombeiros foi chamado para um incêndio em veículo na manhã desta terça-feira, 22. O sinistro foi registrado por volta das 10h08,...

A Constituição Federal (artigo 29, inciso II) prevê a realização das eleições municipais no primeiro domingo de outubro e eventual segundo turno no último domingo do mesmo mês. Qualquer alteração desta data depende obrigatoriamente de aprovação de uma Emenda Constitucional a ser aprovada pelas duas casas do Congresso Nacional.

Por essa razão, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, já afirmou que a Justiça Eleitoral não pode fixar uma data para o adiamento das Eleições 2020 em razão da pandemia causada pelo coronavírus (Covid-19), ainda que haja consenso entre os especialistas em saúde pública sobre a necessidade de adiar pelo menos por algumas semanas.

Dr. Ronaldo Uller participando de entrevista no estúdio do Jornal.

“O TSE não apresentou uma proposta fechada para o Congresso Nacional porque esta é uma matéria de deliberação política. uma janela, com base nos depoimentos científicos, que vai entre 15 de novembro e 20 de dezembro”, afirmou Barroso essa semana após participar de debate virtual que reuniu os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, além de médicos infectologistas, cientistas e líderes partidários.

Durante a reunião, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) apresentou uma proposta para diminuir o tempo entre o primeiro e o segundo turno (seriam 15 dias de intervalo), sugerindo as seguintes datas: 15 de novembro e 29 de novembro.

Sobre o tema o Jornal da Diplomata recebeu o Dr. Ronaldo Uller, especialista em Direito Público e que tem participado conosco das últimas coberturas dos pleitos eleitorais juntamente com os professores Zezinho e Reinaldo Cordeiro.

Ouça entrevista completa!

Áudio completo com Dr. Ronaldo Uller.

Últimas postagens

Corpo de Bombeiros atende acidentes em Brusque e Guabiruba; colisão, capotamento e queda de moto

Guabiruba - O Corpo de Bombeiros foi acionado para um capotamento de veículo, por volta das 7h30 desta quinta-feira, 24. O acidente...

Hospital Azambuja fala sobre experiência com enfermeiras do Ceará no combate à Covid-19

O Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux – Hospital Azambuja recebeu no início do mês de agosto uma equipe de 12 enfermeiras de...

Primavera: paisagismo do município recebe constante manutenção

A Prefeitura de Brusque, por meio do setor de paisagismo da Secretaria de Obras, realiza a manutenção constante do paisagismo e ajardinamento...

Briga entre irmãos termina com um esfaqueado, no bairro Águas Claras

Uma desavença entre irmãos terminou com lesão corporal grave (esfaqueamento) nesta quinta-feira (24), na rua Luiz Eccel, bairro Águas Claras, em Brusque....

Clínica Uni Duni Tê celebra 29 anos de fundação

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque celebra no mês de setembro de 2020 seus 65 anos de...
Publicidade
WhatsApp chat