Governador Carlos Moisés divulga nota de defesa, após declarações sobre a imprensa

Outras notícias da semana

CDL Brusque e Sindilojas proporcionam economia ao município com sugestão de reaproveitamento tecnológico

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Brusque (CDL) e o Sindilojas sugeriram à Prefeitura de Brusque que os 20 pontos de acesso...

Covid-19: Boletim desta terça-feira, 12, registra nova baixa de casos ativos

Brusque soma agora 3.727 casos confirmados de Covid-19. O número de casos ativos voltou a baixar e agora são 369 pacientes. São consideradas recuperadas...

MBCC realizará carreata em defesa da Operação Lava Jato, neste sábado, 15

O Movimento Brusque Contra Corrupção - MBCC realizará neste sábado, 15, uma carreata em defesa da operação Lava Jato. A manifestação acompanhará o movimento...

7º Festival Nacional da Cuca encerra com divulgação de vencedores do concurso

Encerrou no sábado, 8 de agosto, a 7º edição do Festival Nacional da Cuca. Promovido pelo Núcleo de Panificadoras e Confeitarias da Associação Empresarial...

Quando discutimos respeito e ética no jornalismo profissional percebemos o quanto ele representa como fonte de informação confiável que se traduz em pilar da democracia, agindo em prol da sociedade, tendo, dentre outros, o compromisso com o interesse público.

Veículos de imprensa, seus colaboradores e jornalistas são a voz dos desvalidos, são as pontes para a correção de injustiças e irregularidades, inclusive no poder público, pois descortinam o que nem sempre está às claras, investigam e promovem a justiça.

Enquanto cidadão ou homem público sempre me pautei pelo absoluto respeito à imprensa e aos seus profissionais. De outra via, não posso me calar enquanto assisto uma parcela de profissionais que busca dar respostas a fatos que ainda são objeto de investigação não madura ou conclusiva, emitindo pré julgamentos, afirmando na dúvida, induzindo a opinião pública a conclusões precipitadas.


Em momento algum propus cercear a liberdade de expressão de empresas ou de jornalistas. Minha fala se refere a um grupo diminuto que se utiliza do mais importante instrumento democrático – o jornalismo – para, de maneira parcial, manchar a reputação de pessoas ou instituições sem lhes permitir o direito ao contraditório e à preservação da imagem. O abandono da prudência e da espera pelo avanço ou conclusão de investigações causa, injustamente, prejuízo moral irrecuperável, incita o ódio numa sociedade tão carente de propósitos e de esperança em dias melhores.


O apelo aos empresários, que também ajudam a manter o sistema de comunicação, é no sentido de reconhecer a legitimidade dos mesmos a participarem da discussão deste modelo carcomido e irresponsável, insistentemente utilizado por uma minoria, mas que tem o poder de causar profundos e irreparáveis estragos nas vidas de muitas pessoas.


Seguirei firme na proteção da vida dos catarinenses em meio à pandemia, não tendo compromisso com o erro.

Carlos Moisés da Silva
Governador do Estado de SC

Últimas postagens

Prefeitura de Guabiruba registra o 6º óbito por Covid-19

Números da Covid-19 em Guabiruba: Óbitos: 6 (O novo óbito é um homem de 65 anos. Estava internado na...

Em boletim extra, Brusque registra o 44º óbito nesta sexta-feira (14)

Mais um óbito em virtude do novo coronavírus foi registrado nesta sexta-feira (14). Com mais este caso a cidade tem 44 óbitos....

Endorfina – Resultado de 14 de agosto de 2020

Porção fritas com queijo e bacon + 02 chopes da Choperia Golden Bier, aberta de domingo a sexta das 18:00...

Boletim desta sexta-feira (14) registra 43º óbito

A Secretária de Saúde de Brusque, por meio da Vigilância em Saúde, informa os números relacionados à pandemia de Coronavírus (Covid-19) no município. Brusque...

Interligado – Resultado de 14 de agosto de 2020

Kit Volta às aulas da Dokassa. Tudo o que você precisa em materiais escolares, escritório, limpeza e embalagens você encontra na Dokassa....
Publicidade
WhatsApp chat