Secretário Econômico diz que decreto buscou igualdade para o comércio e cumprimento de exigências de saúde contra Covid-19

Outras notícias da semana

Polícia afirma que manterá rito de investigação de acidente que envolveu Prudêncio

Ao longo desta sexta-feira, 7, a Polícia Militar e Polícia Civil se manifestaram à imprensa, através de notas oficiais, sobre os procedimentos...

Em busca do sonho, jovem pede ajuda financeira para fazer testes em clube goiano

Lucas Gabriel Pires, 18 anos, natural de Leblon Régis, está em busca do sonho de ser jogador de futebol profissional. Há onze meses...

Hospital Azambuja recepciona novos enfermeiros que irão atuar no combate a Covid-19

O Hospital Azambuja recebeu nesta quinta-feira, 6 de agosto, 12 novas enfermeiras que irão atuar na linha de frente no tratamento de pacientes...

Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos fala sobre como a pandemia afetou o emprego e a indústria

 Com as circunstâncias da pandemia do Coronavírus, das restrições de funcionamento da atividade econômica, a indústria metalúrgica da região também foi afetada pela emergência...

O Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ademir José Jorge, falou ao vivo no Jornal da Diplomata, na manhã desta quarta-feira, 8, sobre a revogação do decreto municipal 8.580/2020, que autorizaria o funcionamento dos estabelecimentos comerciais e de prestadores de serviços – também de 50% de força do transporte coletivo, mediante decisão do gabinete de crise da Prefeitura de Brusque, frente ao quadro de impacto econômico pela paralisação do funcionamento de alguns setores que ainda se encontram impedidos de funcionar por força do decreto do governo do estado, que prorrogou por mais cinco dias o isolamento social e restringido a retomada gradativa dos comércio em geral. Pelo novo decreto estadual, a cadeia do setor automotivo foi autorizada ao funcionamento, com base para os setores em atividades.

Conforme Ademir, a decisão do governo foi de encontro ao anseio dos comerciantes em geral, em detrimento do quadro de funcionamento parcial das atividades econômicas já autorizadas por decretos anteriores à retomada gradativa.  

“Existe muita incoerência nos decretos que ele (governador) anunciou flexibilizando algumas atividades, esses serviços são importantes nada contra os setores, mas são muito mais perigosas no contagio da Covid-19 do que uma loja física aberta”, frisou.

Jorge defendeu que a decisão buscou respeitar as normas técnicas de saúde previstas pelo Ministério de Saúde.

“Alguns estão falando que foi estratégica política, não foi nada disso. Nossa situação está ficando insustentável e ninguém resolveu fazer nada inconsequente, a gente elaborou um decreto para retomada geral de uma forma coerente, usando máscara e equipamentos de proteção, condicionando estas exigências para combater o vírus”, disse.

Acompanhe a entrevista.  

Entrevista com Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ademir Jorge, ao Jornal da Diplomata.

Foto: Arquivo/Diplomata.

Últimas postagens

Endorfina – sorteio de 11 de agosto.

Arranjo com duas orquídeas da Bani Garden Center, leve mais alegria para sua casa com as flores, plantas e arranjos da...

Interligado – Resultado de 11 de agosto de 2020

Torre de chopp Klaro 2,5 litros da Choperia Golden Bier, aberta de domingo a sexta das 18:00 às 23:00 e aos sábados...

Obituário, 11 de agosto de 2020

Faleceu às 17h30 de segunda-feira (10), com 80 anos, Maria Raux Bodemuler, que morava no bairro São Pedro.  Velório na Capela Mortuária Parque...

Previsão do tempo de 11 de agosto.

Previsão do tempo de 11 de agosto.

Conversando com Você de 11 de agosto de 2020

Conversando com Você de 11 de agosto de 2020. Ouça! Conversando com Você de 11 de agosto de...
Publicidade
WhatsApp chat