Economista explica impactos na economia brusquense frente à dependência de importados da China

Outras notícias da semana

Rua Poço Fundo será interditada na terça-feira (3)

Rua Poço Fundo será interditada na terça-feira (3) A rua Poço Fundo, no bairro Poço Fundo, será interditada...

Prefeitura renova contrato com Hospital Dom Joaquim

O Hospital e Maternidade Dom Joaquim, assinou na tarde desta segunda-feira (26), os aditivos de contrato para renovação dos serviços prestados pela...

Mega-Sena acumula e próximo concurso pode pagar R$ 45 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2312 da Mega-Sena. O prêmio acumulou e a estimativa para o próximo concurso é R$...

Tribunal acata denúncia contra Moisés e isenta Daniela; governador será afastado e vice assume

O Tribunal Especial de Julgamento acatou, no início da madrugada deste sábado (24), a denúncia contra o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e...

O mestre em economia e professor nos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Direito na UNIFEBE, Wagner Dantas, comentou sobre os impactos do chamado lockdown – bloqueio vertical no quadro econômico mundial, que afeta os países em todo o mundo pela pandemia do novo Coronavírus.

No caso do Brasil, conforme destacou Wagner, a expectativa de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) antes da pandemia era de 2%, porém, a pandemia deve trazer praticamente o mesmo recuo.

“O Brasil já estava saindo de uma situação incomoda ruim nos acumulados de 2015 e 2016 (8%); a economia ia começar a crescer e teve um impacto muito negativo, hoje a economia já trabalha com uma queda de 2% por conta do Coronavírus”, destacou.

A respeito das projeções econômicas do município, Wagner fez uma leitura que Brusque e os municípios da região do Vale do Itajaí possuem relações bilaterais diretas e de muita dependência com a China.

“Nossa cadeia produtiva é muito ligada e depende de 56% de produtos e insumos importados diretamente da China, quando a produção cai a economia sente também; então a expectativa de aumento desemprego é grande”, frisou.

Além do quadro produtivo, os aspectos de consumo também interferem.

“O fechamento do comércio e das atividades aglomerativas fizeram que tivessem o impacto na demanda, pois as pessoas não conseguem comprar”, explicou.

Conforme Dantas, as medidas governamentais são de auxílios importantes dentro da cartilha econômica dos países em pandemia (modo Keynesiano), entretanto, o desafio é o acesso aos recursos financeiro para salvar o setor produtivo através das linhas de créditos.

“O empresariado precisa de caixa e não estão tendo acesso, estão se falando que tem o dinheiro. A coordenação política deveria ser melhor neste momento que as empresas precisam preservar os empregos, acredito que precisa ter uma conversa melhor alinhada – a gente não vê essas medidas chegaram, principalmente aos pequenos empresários”, destacou.

Entrevista ao Jornal da Diplomata, Wagner Dantas, sobre impactos na economia diante do Coronavírus.

Últimas postagens

Emprego – Warusky contrata

Warusky contrata: Costureira de amostra, necessário ter experiência em maquina overloque, reta, e cobertura. Interessados enviar currículo...

Documentos perdidos

Reinaldo Isabel perdeu carteira com documentos  pessoais Informações ligar para  9 9992 6796.

Boletim Epidemiológico de sexta-feira, 30 de outubro

A Prefeitura de Brusque, por meio da Vigilância em Saúde, registrou 34 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Segundo o último boletim...

Polícia Civil indicia duas pessoas por furto a residências em Brusque

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Furtos e Roubos de Brusque, indiciou duas pessoas (um homem de 31 e o outro de...

Em sessão solene, Câmara Municipal concederá títulos de Cidadão Honorário

A Câmara Municipal de Brusque realiza sessão solene na próxima quinta-feira, 5 de novembro, às 19h, para a entrega de nove títulos de Cidadão...
Publicidade
WhatsApp chat