Ministério Público orienta municípios de como proceder com as barreiras, sem fazer bloqueios

Outras notícias da semana

Sancionada lei que prevê repasse para o setor cultural

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou nesta segunda-feira (29), a Lei nº 14.017/2020 que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem...

Trânsito de pedestres na Ponte Mário Olinger será interrompido na sexta-feira e sábado

A ponte Mário Olinger (Ponte do Bombeiro), que faz parte das obras da Beira Rio Margem Esquerda, vai receber as vigas e...

Obituário (9 de Julho)

Funerária Estrela - Faleceu ontem, às 17h50, 84 anos, Maria Bambina Foppa. Corpo velado na Capela Mortuária do Ribeirão do Ouro. O sepultamento hoje,...

Brusque registra 34 novos casos de Covid-19

A cidade de Brusque conta atualmente com 715 casos confirmados de Covid-19. De acordo com o novo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde,...

Diante das notícias amplamente divulgadas pela imprensa e redes sociais de que vários municípios catarinenses determinaram bloqueios generalizados nos acessos a seus territórios como forma de conter o avanço do novo Coronavírus, o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) analisou a situação em seu Gabinete Gestor de Crise e definiu orientações para que os prefeitos não cometam excessos e ilegalidades na execução das medidas restritivas previstas nos Decretos Estaduais 509 e 515, de 17 de março, que colocou Santa Catarina em Estado de Emergência de Saúde Pública.

A principal orientação é de que os bloqueios generalizados que impedem completamente a entrada e a saída dos territórios municipais de todos os meios de transporte de cargas e pessoas, individuais e coletivos, bem como a livre circulação de pessoas e serviços entre os limites municipais, não encontram base legal nem mesmo nessa situação de emergência.

O que é permitido por lei, por exemplo, são barreiras sanitárias montadas com equipes de profissionais da área da saúde – podendo ser amparadas por forças públicas de segurança, como Polícia Militar ou Guarda Municipal – que fiscalizem a circulação de pessoas, bens e serviços a fim de reduzir os riscos de contágio ou impedir o ingresso ou a saída de pessoas e produtos que ofereçam o risco de contágio.

Um exemplo de barreira possível de ser implementada, tanto nos limites municipais quanto nas vias públicas da cidade, é  o que é conhecido popularmente como blitz, mas, no caso específico, para o de combate e prevenção ao novo coronavírus: agentes sanitários e de saúde, com apoio de força policial, podem examinar as pessoas para verificar se apresentam sintomas compatíveis com a doença, inclusive medindo a temperatura corporal para identificar se ela está com febre, por exemplo.

As medidas de isolamento ou tratamento em hospital devem ser determinadas por profissional médico ou autoridade sanitária. Se estiverem presentes no local, o fazem diretamente, do contrário, o cidadão deve ser encaminhado para a Unidade Básica de Saúde.

Saúde para avaliação

Independentemente do método empregado ou do tipo de bloqueio, “a adoção de tais providências não pode exceder os regramentos previstos para a defesa sanitária local, sendo inviável, por exemplo, a adoção de medidas drásticas, como a limitação de acesso territorial aos Municípios, circunstância incompatível com o exercício da autonomia municipal, por afetar serviços fornecidos pelo próprio Estado de Santa Catarina, de forma regionalizada (como, especialmente, o serviço de saúde)”, salienta a orientação do Grupo de Trabalho de Apoio aos Órgãos de Execução do Gabinete Gestor de Crise do MPSC.

Essa orientação foi enviada aos Promotores de Justiça de todas as comarcas,  com informações técnicas para auxiliá-los na aplicação dos procedimentos necessários nos casos de excessos.

Por sua vez, o Procurador-Geral de Justiça, Fernando da Silva Comin, enviou ofício ao Presidente da Federação Catarinense de Municípios, à Polícia Militar e à Polícia Civil contendo as orientações expedidas pelo Ministério Público de Santa Catarina. 

Últimas postagens

Boletim Epidemiológico da Prefeitura de Brusque desta quinta-feira (09)

A Secretária de Saúde de Brusque, por meio da Vigilância em Saúde, informa os números relacionados à pandemia de Coronavírus (Covid-19) no município. Nesta...

Covid: 19: Hospital Dom Joaquim receberá R$ 500 mil de recursos federais

Na tarde desta quinta-feira (9) o Poder Público Municipal recebeu a notícia de que R$ 500 mil reais de recursos, provenientes de emenda parlamentar...

Centro de Serviços em Saúde será higienizado nesta sexta-feira (10); cinco servidores testaram positivo para Covid-19

A Secretaria de Saúde informa que, na tarde desta sexta-feira (10), o Centro de Serviços em Saúde, localizado na praça da Cidadania, estará fechado...

CBF anuncia novo calendário do futebol brasileiro

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quinta (9) a atualização do calendário das competições administradas pela entidade, que foram suspensas ou adiadas por...

Construção civil de Brusque é o único setor que registrou saldo positivo na geração de empregos

Números do Cadastro Geral de Empregados e desempregados (Caged) mostram que o setor de construção civil de Brusque vive uma realidade diferente...
Publicidade
WhatsApp chat