PM não atuará em barreiras, mas prefeitura manterá pontos de monitoramento

Outras notícias da semana

CDL’s de SC pedem apoio ao Governo para retomar as atividades do comércio

É fato é que a crise do provocada pelo COVID-19 (coronavírus) irá ocasionar graves danos à economia do país. Diante disso, um...

Brusque FC concede férias para atletas, comissão técnica e funcionários

Texto: Assessoria de Imprensa/Brusque FC Considerando a pandemia causada pelo COVID-19; considerando o Decreto Legislativo n° 6 de 2020,...

Coronavírus em SC: Governo do Estado confirma 281 casos e 5 mortes por Covid-19

Santa Catarina tem 281 casos confirmados de infecção por coronavírus e 5 mortes causadas pela Covid-19. O número foi informado pela Secretaria...

PM atende ocorrência de lesão corporal grave no Bateas

Neste sábado, por volta das 18h40, no bairro Bateas, a Polícia Militar atendeu uma ocorrência de lesão corporal grave.

O tenente-coronel Otávio Ferreira comentou sobre o resultado obtido com a formação de barreiras fixas e móveis nos principais acessos aos municípios da Comarca (Brusque, Guabiruba e Botuverá).

Segundo o comandante do 18º Batalhão da PM, houve uma orientação do Ministério Público Estadual para que as barreiras não sejam feitas ou não tenham participação da PM de forma direita.

O posicionamento do MP seria com base no artigo constitucional do direito de Ir e Vir.

“As barreiras não foram criadas com esse intuito e sim de mostrar que Brusque não está de portas abertas e controlando quem entra e sai no município; vejo que é fundamental manter as barreiras, mesmo sem a polícia estar presente diretamente, pois mostra a organização do município”, comentou Otávio.

Otávio destaca que as barreiras também surtiram efeitos na área de segurança pública e no enfrentamento ao vírus Covid-19, de forma preventiva, para fiscalizar abusos e aglomerações.  

“O efeito maior é no psicológico para as pessoas saberem que estamos em quarentena, e com certeza surtindo efeito; evita que as pessoas transitem sem necessidade e o pior as vezes com o carro cheio, as barreiras estavam cerceando isso”, lamentou Otávio, sobre o posicionamento do MPSC.

Em razão do impasse, a Prefeitura de Brusque divulgou um boletim no qual diz que manterá nos locais estratégicos pontos de apoio e de monitoramento.

“A medida não visa restringir o direito de ir e vir de cada cidadão, mas sim, proteger a cidade contra o Covid-19. Até o momento, essa estratégia vem apresentando resultados significativos em prol da sociedade”, diz a nota.

A entrevista foi concedida à imprensa e será repercutida no Jornal da Diplomata.

Últimas postagens

Obituário, 4 de abril

Funerária Bom Socorro / Nova Trento - Faleceu às 16h30 de sexta-feira (3), com 93 anos, Olga Maria Amorim. Velório na Capela...

Prefeitura de Brusque confirma quarto caso de coronavírus nesta sexta-feira (03)

A Prefeitura de Brusque recebeu na tarde desta sexta-feira (03) a confirmação do quarto caso confirmado de coronavírus na cidade. Trata-se de...

Coronavírus: confira os impostos e declarações com prazo de pagamento prorrogados

O prazo para entrega da Declaração Anual do MEI (DASN) e as Guias do Simples Nacional foram prorrogados devido à pandemia do Coronavírus (Covid-19)....

Covid-19: Prefeitura de Guabiruba

Números da Covid-19 em Guabiruba:  Casos suspeitos: 0 (Coletado material para exame)  Casos confirmados: 0 (Resultado da coleta deu positivo)...

Confira o Boletim Epidemiológico da Prefeitura de Brusque desta sexta-feira (03)

A Secretaria de Saúde de Brusque, por meio da Vigilância em Saúde, informa os números relacionados à pandemia de coronavírus (Covid-19) na cidade, boletim...
Publicidade
WhatsApp chat