Coronavírus: Procon de Brusque divulga carta de recomendação ao comércio

Medida se deve a prática de preços abusivos em produtos, como álcool gel, luvas e máscaras

Outras notícias da semana

Ocorrências de trânsito em Guabiruba são analisadas em pesquisa desenvolvida na UNIFEBE

Analisar as ocorrências de trânsito em Guabiruba e a partir disso propor planos de ações de mobilidade e modificações urbanas na cidade, é...

Motorista bate em carro estacionado e atropela três pessoas na Beira Rio

A Polícia Militar foi acionada na madrugada deste domingo (25), por volta das 2h, para atender uma ocorrência de briga no interior...

Tribunal acata denúncia contra Moisés e isenta Daniela; governador será afastado e vice assume

O Tribunal Especial de Julgamento acatou, no início da madrugada deste sábado (24), a denúncia contra o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e...

“Tenho confiança na Justiça”, diz governador Carlos Moisés

O governador Carlos Moisés afirmou na tarde deste sábado, 24, ter confiança na Justiça e convicção de que o processo de impeachment,...

O Procon Municipal de Brusque divulgou nesta terça-feira (17), Carta de Recomendação às empresas que comercializam produtos utilizados na prevenção do Coronavírus (Covid 19), como álcool gel, luvas e máscaras, para que não elevem os preços sem justo motivo.

A medida foi realizada após o recebimento de denúncias por parte da população. “Em decorrência de inúmeras denúncias recebidas em relação ao aumento excessivo dos preços dos produtos de prevenção ao vírus, emitimos carta de recomendação a todos os estabelecimentos comerciais, que vendem esse tipo de produto. Pedimos para que se abstenham de praticar o aumento injustificado desses produtos, sob pena de incorrer em sanções decorrentes a espécie, inclusive com a cassação do alvará de funcionamento como medida cautelar, sem prejuízo de demais sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor”, explica o diretor geral do Procon, Volnei Montibeller.

Procon de Brusque. (Foto: Divulgação / Secom)

Para a elaboração da carta, o Procon considerou o Artigo 6º do Código de Defesa do Consumidor, que prevê a proteção contra publicidade enganosa e abusiva, métodos comerciais coercitivos ou desleais, bem como, contra a prática e cláusulas abusivas ou impostas no fornecimento de produtos e serviços.

O documento também considera o Artigo 39 do Código, que veda exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva, bem como elevar sem justa causa o preço de produtos ou serviços.

Contato

O Procon de Brusque atende na Praça da Cidadania, das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30, de segunda à sexta-feira. Fones: 3351-0686 e 3351-0026

Últimas postagens

Boletim Epidemiológico de quarta-feira, 28 de outubro

Boletim Epidemiológico de quarta-feira, 28 de outubro A Prefeitura de Brusque, por meio da Vigilância em Saúde, registrou 6...

Angeloni contrata

Angeloni de Brusque contrata: Líder de mercearia;Líder de padaria produção e balcão;Operador de caixa;Açougueiro;Auxiliar de Produção – Padaria;Técnico em...

Atleta apoiado pelo Bandeirante vence ultramaratona em Bombinhas

Ao longo de sua história, a Sociedade Esportiva Bandeirante sempre apoiou atletas de diferentes modalidades. Há seis meses, o clube disponibiliza sua estrutura para os...

Brusque FC relaciona 19 atletas para enfrentar o Ituano

O técnico Jerson Testoni relacionou os seguintes atletas para a partida contra o Ituano, nesta quinta-feira (28), em Itu. Goleiros: Dida...

Endorfina – Resultado de 28 de outubro de 2020

Chapa de carnes da Golden Bier. Durante o mês de Outubro, de quinta a domingo ao meio dia tem almoço Campi Buffet,...
Publicidade
WhatsApp chat