Em nota, Prefeitura esclarece sobre prédio da Unidade de Pronto Atendimento, no bairro Santa Terezinha

Prefeitura esclarece a verdade sobre o prédio da Unidade de Pronto Atendimento do bairro Santa Terezinha

Outras notícias da semana

Confira o boletim epidemiológico desta sexta-feira, 25 de setembro

A Vigilância em Saúde de Brusque registrou 26 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Segundo o último boletim epidemiológico divulgado...

Duas candidaturas são registradas para disputa eleitoral em Botuverá

No município de Botuverá se confirmaram às duas candidaturas que foram lançadas nas convenções partidárias. Às duas chapas que concorrem ao pleito...

Polícia Civil cumpre mandado de busca e apreensão em Guabiruba

A Polícia Civil de Brusque, por meio da Delegacia de Guabiruba, com apoio da Divisão de Furtos e Roubos de Brusque, ...

Jovem de 28 anos morre após acidente de trânsito, na SC-410, Nova Trento

A Polícia Militar Rodoviária atendeu um acidente de trânsito com vítima fatal, no Km 28,600 da SC 410, em Nova Trento, por...

Após vídeo contendo informações incorretas e inverídicas referentes ao prédio e a contratação de profissionais na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do Bairro Santa Terezinha, a Prefeitura de Brusque, esclarece a verdade dos fatos, tendo como base as seguintes informações:

1) O prédio em questão, com mais de 1.200 metros quadrados, foi projetado e construído com recursos federais, em terreno cedido pela prefeitura, para ser uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nível 2, ou seja, que funcionasse 24 horas, sete dias por semana. O projeto e o início das obras, começou há oito anos. As obras do edifício público ainda não estão concluídas em sua totalidade.

2) A atual administração, ao assumir a gestão da Saúde de Brusque, em 2017, constatou, por meio de estudos técnicos, a inviabilidade financeira e operacional de manter o local no modelo projetado e construído, sendo que na época, teria que remanejar mais de R$ 1 milhão de reais/mês para sua manutenção, tendo um custo total anual superior a R$ 12 milhões. Para sua operação, os recursos deixariam de ser investidos na Atenção Primária (postos de saúde), Secundária (especialidades) e, Terciária (repasse a hospitais), dentre outros, causando assim novos problemas na gestão da Saúde.

3) Após três audiências no Ministério da Saúde na tentativa de obter a tutela do imóvel, e de acordo com Decreto Federal que regulamentou o uso de prédios na mesma característica em todo Brasil, ficou acordado quais seriam as exigências para que esta concessão acontecesse. Foi solicitada via sistema informatizado do Governo Federal, a readequação do local, que poderia abrigar um Pronto Atendimento (PA) e outros serviços agregados. O Ministério da Saúde ainda está em fase de análise desta aprovação e consequentemente, sua readequação. Além disso, foi solicitada a aprovação da alteração do uso do imóvel pelo Conselho Municipal de Saúde (COMUSA), sendo que a proposta já foi aprovada pelo referido órgão;

4) Outra exigência do Ministério é realizar o Cadastro Nacional do Estabelecimento de Saúde (CNES) a ser implementado, no caso o Pronto Atendimento. Esta exigência foi atendida, e três servidores que hoje exercem funções e cumprem horário na Secretaria de Saúde, foram cadastrados com objetivo de cumprir essa exigência. A prefeitura esclarece, que não está recebendo nenhuma verba federal por conta deste cadastro, como consta no portal do CNES.

5) Por fim, a Prefeitura de Brusque reafirma o compromisso de que pretende usar parte do espaço da antiga UPA para um Pronto Atendimento que poderá ser gerido, por uma instituição como o Hospital Azambuja ou Dom Joaquim, sendo que ambos já demonstraram interesse em operacionalizar de forma terceirizada o local;

6) Para as próximas semanas, estão sendo agendadas novas audiências com o Governo Federal visando buscar uma solução definitiva para este imóvel, bem como, buscar a melhor solução técnica, financeira e operacional para este prédio público que auxiliará a Saúde Pública em nossa Cidade. Salienta que denúncias infundadas, inverídicas e de má-fé, só atrapalham a busca por um melhor solução a este impasse.

Prefeitura esclarece a verdade sobre o prédio da Unidade de Pronto Atendimento do bairro Santa Terezinha. (Foto: Divulgação / Prefeitura de Brusque)

Últimas postagens

Brusque cede ao empate contra o Volta Redonda, em jogo de pênalti, virada e superação por desfalques

O Brusque FC chegou muito perto da vitória por 2 x1, mas, no final do segundo tempo cedeu à pressão e ficou no...

COVID-19: Boletim epidemiológico 27 de setembro

COVID-19: Boletim epidemiológico 27 de setembro A cidade de Brusque já tem 5389 pacientes recuperados do coronavírus. Segundo o...

Registradas seis candidaturas que disputarão as eleições à Prefeitura de Brusque

As informações sobre o registro de candidaturas pode ser acompanhadas no site http://divulgacandcontas.tse.jus.br/. O portal é gerenciado pelo Tribunal...

242 candidatos disputam para cargo de vereador em Brusque; confira

Nome na Urna Nome Completo Nº Situação Sigla Partido/Coligação  ADALMIR AMARALADALMIR FERREIRA DO AMARAL22220Aguardando julgamentoPLPLADEMIR LIMAADEMIR LIMA DOS ANJOS10456Aguardando julgamentoREPUBLICANOSREPUBLICANOSADEMIR - TOTOADEMIR LUIZ DE SOUZA28000Aguardando julgamentoPRTBPRTBADILSO DINOADILSO STEINHEUSER28789Aguardando...

42 candidatos disputam para cargo de vereador em Guabiruba; confira

Nome na Urna Nome Completo Nº Situação Sigla Partido/Coligação  ANDERSON SCALVIMANDERSON ROBERTO SCALVIM22000Aguardando julgamentoPLPLBETO JOSE ROBERTO SANTOS REISJOSE ROBERTO SANTOS REIS22444Aguardando julgamentoPLPLDANIEL HAAGDANIEL HAAG22888Aguardando julgamentoPLPLDEISE NIELS PONCHIROLLIDEISE NIELS...
Publicidade
WhatsApp chat