Início Notícias Esportes A experiência de viver a 95ª Corrida Internacional de São Silvestre

A experiência de viver a 95ª Corrida Internacional de São Silvestre

Participar da Corrida Internacional de São Silvestre, em São Paulo, é uma experiência que fica marcada para sempre na memória de quem corre. Neste ano foram, mais de 35 mil participantes e, pelos 15 quilômetros de trajeto, lá estavam alguns brusquenses para contar história.

Enquanto muitas pessoas se preparavam para a virada de ano, os atletas estavam em contagem regressiva para a Corrida mais popular e famosa do mundo. Foi assim para Elizete de Souza Geanesine Félix, Irajá Trindade e a esposa Cida Leite, dentre outros moradores de Brusque que estiveram em São Paulo e retornaram de lá extasiados por correr na São Silvestre.

O Grupo de Corridas do Bay esteve participando da São Silvestre com onze pessoas de Brusque. (Foto: Divulgação)

A São Silvestre

A Corrida São Silvestre deste ano teve vencedor decidido no último segundo. O queniano Kibiwott Kandie foi o campeão da São Silvestre de 2019. Ele ultrapassou, nos últimos segundos, o ugandense Jacob Kiplimo, que vinha dominando a prova. Os dois cruzaram a faixa com os corpos quase colados um ao outro, definindo os dois primeiros lugares da corrida aos 42 minutos e 59 segundos.

A queniana Brigid Kosgei confirmou o favoritismo e foi a primeira do pelotão de elite feminino a cruzar a linha de chegada da corrida de São Silvestre, na Avenida Paulista. Recordista da Maratona de Chicago, a atleta fez sua estreia na 95ª edição da corrida que ocorre anualmente nas ruas da cidade de São Paulo, completando o trajeto de 15 quilômetros em 48 minutos e 54 segundos. O segundo lugar da prova também foi ocupado por uma queniana, Sheila Shelangat.

Multidão de amadores

Além dos competidores profissionais, uma multidão de anônimos percorreu o trajeto sob o sol forte e céu limpo desta manhã. O número de inscritos chegou a 35 mil, incluindo pessoas de diversas partes do país, como anunciavam as faixas levadas por muitos corredores com nomes de cidades como Rio das Ostras (RJ), Itajaí (SC) e Assis Chateubriand (PR).

Brusque e a São Silvestre

E teve morador de Brusque na pista, a exemplo de anos anteriores. O Grupo de Corridas do Bay (José Armando Vásquez Soto) é um desses exemplos. Ele levou a São Paulo onze pessoas inspiradas e que tem obtido na corrida uma nova forma de apreciar a vida saudável. São amizades solidificadas em rotinas de corridas que tem sempre como melhor parte o trajeto. Afinal, é onde eles se encontram. Elizete de Souza Geanesine Félix, Irajá Trindade e a esposa Cida Leite relataram suas experiências com a São Silvestre ao Jornal da Diplomata.

Elizete Gianesine na São Silvestre
Irajá Trindade na São Silvestre
Cida Leite na São Silvestre

Must Read

Plantão de Ortopedia e plano de ações são temas de entrevista com diretores do Imigrantes Hospital e Maternidade

O Jornal da Diplomata recebeu em sua edição desta segunda-feira, 27 de janeiro, Fernanda Rodrigues, Gerente de Operações e Dr. Sebastião Isfer...

Obituário, 27 de janeiro de 2020

SC Convênios - Faleceu às 7h30 de sábado (25), com 83 anos, Ingrid Hinselmann de Oliveira, que morava no bairro Paquetá. Sepultamento...

Manhã Mais – sorteio 27 de janeiro

Um par de ingressos para o Cine Gracher + Ensaio Fotográfico da Color Center + 2 fotos 15×21 (Shopping Gracher)

No sufoco e com garra, Brusque vence o JEC na estreia do novo gramado do Augusto Bauer

Nove gols, cinco (5) para o Brusque, quatro (4) para o Joinville, pela segunda rodada do Campeonato Catarinense. A partida que varou...

Inscrições para o Sisu se encerram às 23h59 deste domingo

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) terminam neste domingo às 23h59. A data final de inscrições seria na sexta-feira (24), mas...
WhatsApp chat