Convênio abre pronto-socorro do Hospital Dom Joaquim nos finais de semana e feriados

Outras notícias da semana

Boletim Epidemiológico de segunda-feira, 12 de outubro, apresenta apenas dois novos casos de Covid-19

Brusque registrou somente dois casos confirmados de coronavírus nas últimas 24 horas. No boletim de domingo (11), eram 5699 casos. Agora são...

AmpeBr lança Revista Histórica em comemoração aos seus 30 anos

A Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região (AmpeBr) lançou nesta quarta-feira, 14 de outubro, a Revista Histórica da entidade, alusiva...

Polícia Militar prende casal por tráfico, no bairro Steffen

Um casal foi preso por tráfico de drogas no bairro Steffen, na noite desta terça-feira, 13. De acordo com a Polícia...

Brusque registra seis novos casos de Covid-19 em 24h

A cidade de Brusque já tem 5.666 pacientes recuperados do coronavírus. Segundo o último boletim epidemiológico divulgado neste sábado (17) o total...

O Hospital Dom Joaquim terá o Pronto-Socorro aberto em horários estendidos nos finais de semana e feriados. Em convênio firmado com a Prefeitura de Brusque, o atendimento será concentrado a partir das 18h de sexta-feira até às 22h de segunda. A vigência do contrato começa a valer no próximo dia 1º de novembro.

Nos feriados, o atendimento começa na véspera às 18h e se estende por 37 horas, só terminando um dia após, às 7h. Convênio global de R$ 7,8 milhões prevê parceria com por 14 meses, até o final de 2020. Será uma primeira experiência, para uma possível abertura do pronto-atendimento em tempo integral.

O objetivo é diminuir a demanda e fila de espera no Hospital Azambuja, historicamente sobrecarregado nos finais de semana e feriados, em detrimento do fechamento das unidades de saúde do município.

O convênio firmado entre a Secretaria de Saúde com o Hospital Dom Joaquim é voltado para atendimento de casos de baixa e média complexidade – com possibilidade de internação, exames e observação – internações clínicas. Para situações graves, traumatizados ou gestantes de risco – por exemplo, bem como para acidentados atendidos pelo Corpo de Bombeiros/Samu, os atendimentos deverão ser encaminhados ao Hospital Azambuja.

“É um desafio pois tudo que é novo cria desafios, estamos com a equipe formada (11 médicos), revendo a logística do pronto-atendimento e acredito que será superado. Nós não temos uma U.T.I, então não podemos atender casos de maior complexidade”, explica a gerente de enfermagem, Vera Lúcia Civinski.

Saiba mais detalhes na entrevista com a chefe de enfermagem, Vera Civinski, em coletiva de imprensa.

A parceria firmada vai exigir um relacionamento direto entre os hospitais (para situações emergências de remanejamento) e o entendimento da população – principalmente das regiões próximas ao Hospital Dom Joaquim, para o encaminhamento correto.

“Será uma parceria e já está sendo sincronizada junto ao Comusa e o Hospital Azambuja, pois irá aliviar a porta de entrada do hospital, que tem vocação para casos mais graves”, explicou o Secretário de Saúde, Humberto Martins Fornari.

A logística montada pelo convênio trabalha com a prerrogativa em torno dos atendimentos aos municípios vizinhos. Conforme o secretário Humberto Fornari, o aporte injetado no Hospital Dom Joaquim é destinado à população brusquense – sendo que para pacientes de municípios vizinhos (Guabiruba, Botuverá e da região), a referência continuará sendo o Hospital Azambuja, em detrimento do acordo formulado regionalmente.

“O convênio que firmamos hoje é da Secretaria da Saúde do Município de Brusque para a população brusquense; é diferente do Hospital Azambuja que possui portaria que atende a nossa macrorregião – de Guabiruba, Botuverá e de outros municípios”, explicou o Secretário de Saúde.

Saiba mais detalhes na entrevista com o Secretário de Saúde, Humberto Martins Fornari, em coletiva de imprensa.

A estratégia em torno do convênio cria uma nova engrenagem de atendimento descentralizado da saúde. O governo municipal trabalha para em 2020 abrir um pronto-atendimento no bairro Santa Terezinha.

“Ainda temos para fazer a ampliação da unidade do Santa Terezinha, daí teríamos três portas-abertas para o pronto atendimento no município, que com certeza é nosso grande problema”, comentou Ari Vechi.

“A população tem crescido e há necessidade do aumento do atendimento médico e no futuro há possibildade do atendimento direto no pronto-socorro do Hospital Dom Joaquim”, explicou o prefeito Jonas Paegle.

Foto: SECOM – Secretaria Municipal de Comunicação Social.

Últimas postagens

Boletim Epidemiológico de segunda-feira, 19 de outubro

A Vigilância em Saúde de Brusque registrou 10 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Segundo o último boletim epidemiológico divulgado...

Mulher fica ferida em acidente que veículo fugiu do local, no bairro Dom Joaquim

Uma colisão entre carro e moto mobilizou o Corpo de Bombeiros na tarde desta segunda-feira, 19. O acidente foi registrado na Rua...

Confira a pauta da sessão ordinária desta terça-feira, 20 de outubro

Confira a pauta da sessão ordinária desta terça-feira, 20 de outubro Vereadores apreciarão ao menos três projetos de lei...

Interligado – resultado sorteio de 19 de outubro.

Par de ingressos do Cine Gracher. ***Ganhadora: Soniélle Padilha

Observatório Social de Brusque participa de concurso nacional sobre boas práticas

O Observatório Social de Brusque e região (OBS Brusque) está participando da 3ª Edição do Concurso de Boas Práticas do Sistema de...
Publicidade
WhatsApp chat