Início Notícias Geral Novo projeto pode solucionar problema de acústica na Igreja São Luís Gonzaga

Novo projeto pode solucionar problema de acústica na Igreja São Luís Gonzaga

Fiéis que participam das celebrações na Igreja Matriz São Luís Gonzaga tem percebido algo diferente no sistema de som nos últimos dias. O desafio de oferecer uma melhor acústica foi retomado em agosto deste ano e a expectativa é de avançar significativamente na qualidade de distribuição sonora.

O controle da mesa Souncraft pode ser feito através de PC, iPad ou Celular. (Foto: Divulgação / Paróquia São Luís Gonzaga)

Após muitos estudos e medições, a solução sugerida à paróquia vem da empresa FZ Áudio, sediada em São Paulo, com experiência de 25 anos no mercado de instalações de áudio em igrejas, teatros e auditórios. O projeto da Igreja Matriz é assinado pelo engenheiro Fábio Zacarias, juntamente com parceiros alemães e italianos. O investimento, caso seja concretizado e com resultados reconhecidos pela comunidade, será de R$ 200 mil.

Por trinta dias, a Igreja Matriz São Luís Gonzaga passa por um período de teste. Frequentemente, observa-se a forma como o som está sendo distribuído e se o público tem percebido uma melhora no sistema ou não, através de pesquisa de opinião. Em todas as missas os celebrantes têm perguntados aos fiéis se eles notaram melhoras e se as falas ao microfone estão mais fáceis de serem compreendidas.

De acordo com o pároco, padre Diomar Romaniv, o som da Igreja Matriz sempre foi uma dificuldade de comunicação. E, apesar de investimentos anteriores, nenhum deles se confirmou como satisfatório ao longo prazo. “Por isso, diante das novas tecnologias e possibilidades que nos foram apresentadas e estudos feitos, optamos por esse sistema da empresa FZ, que está em teste há três semanas, com resultado bem avaliado e com algumas observações que estamos tentando organizar”, afirma.

Para a igreja, a comunicação é fundamental. Pe. Diomar relata que muitas pessoas já não participam da missa na Matriz justamente por conta da dificuldade compreensão ao que e é dito no microfone. “A palavra de Deus é a boa notícia e deve ser bem comunicada. Caso este estudo seja aprovado estamos dispostos a fazer o investimento, com a colaboração e generosidade da comunidade”, pontua o pároco.
Neste momento, a Paróquia São Luís Gonzaga faz o convite para que os fiéis participem da missa e estejam atentos à qualidade do som. Quem deseja contribuir com a melhoria, pode entrar em contato com a Secretaria Paroquial. 

Qualidade e investimento

De acordo com o coordenador de música da paróquia, Deivid Dognini, buscou-se, nos últimos três meses, alternativas com várias empresas que pudessem atender essa demanda da Matriz. “Temos uma igreja de pedra e pedra não absorve o som. Então, temos uma grande reverberação, bastante eco”, explica. O projeto da empresa FZ Áudio causou boas impressões à paróquia, já que é bastante arrojado e atende algumas demandas. “Adquirimos o som com opção de devolução, por um teste de trinta dias, sem custo algum para a Paróquia por enquanto. Só vai ter custo se, de fato, for aprovado, aí será adquirido”, confirma. 

Até o momento, conforme Deivid, a melhoria tem provocado um efeito positivo. “A gente tem escutado elogios. Não 100%, porque é difícil agradar a todos, mas em níveis técnicos e nas avaliações que temos feito, atendemos 99% do que queremos para acertar o som”, enfatiza.
O investimento é alto, conforme detalha Dognini. “Mas, se for pensar pela proporção da igreja, pelo problema que se arrasta há anos sem solução, é uma cifra justificável e até não tão alta, caso venha resolver esta questão. A Paróquia busca, também, resgatar os fiéis da própria Matriz, que, com o tempo, deixaram de participar da missa aqui. Temos uma igreja linda, mas com um problema antigo de distribuição de som”, lamenta.

Agora, com a nova cobertura, são menos caixas e mais interação. É como se quem está falando ao microfone estivesse bem próximo de quem o escuta. “A gente tem um material mais forte em questões de som e conseguimos trabalhar com um volume mais suave, o que evita o eco dentro da Igreja”, diz o coordenador.

Conforme a paróquia, foi dada abertura para várias empresas sugerirem mudanças no projeto de som. O retorno mais bem elaborado, conciso e tecnológico veio da FZ, incluindo a possibilidade de um teste gratuito, com a duração de um mês. 

Projeto desafiador

O estudo desenvolvido pela empresa FZ foi apresentado pelo próprio engenheiro, Fábio Zacarias, à Paróquia. Agora, vem sendo executado em fase de testes. Para Fábio, iniciar o projeto da Matriz foi desafiador. “As condições acústicas são extremamente deficientes. Temos um tempo de reverberação de nove segundos: significa que qualquer coisa que é falada demora nove segundos para deixar de reverberar no ambiente”, conta.

Etapas

Em busca de solução para o problema, a empresa trabalha com três frentes principais: a primeira medida adotada foi a montagem de uma maquete eletrônica para estudar um número imenso de combinações de caixas acústicas em pontos estratégicos da igreja. Essa maquete foi estudada por mais dois especialistas: um de Salvador (empresa Áudio) e outro da Alemanha (empresa AFMG). Com a aprovação para o início do projeto e as instalações, o segundo passo foi a questão da mesa digital. Hoje, todos os ajustes, níveis e equalizações ficam gravados de forma personalizada para cada sacerdote. “Cada um dos padres tem um ajuste preciso que foi feito durante duas semanas por um técnico”, explica Fábio.

Por fim, a empresa apresentou um trabalho de sonorização do altar para que os padres pudessem se ouvir. Esta terceira etapa do projeto já foi finalizada e teve um resultado bastante positivo, com aprovação da maioria dos fiéis e dos padres. 

Altura que influencia

A altura é um dos fatores que mais influenciam a má distribuição e compreensão do som da igreja, resultando em eco no interior do templo. Júlio Kohn é técnico da Matriz São Luís Gonzaga há cerca de quatro anos e já conhece a realidade da igreja. Ele presta assistência de regulagem, sempre tentando oferecer o melhor serviço baseado no que a estrutura pode oferecer. A proposta da empresa FZ já havia sido feita anos atrás, inclusive com a execução de alguns testes, mas por questões financeiras não foi aprovado. “Tivemos uma melhora muito grande agora. Foi adquirida uma mesa digital diferenciada e estamos no processo de gravar cenas individuais para cada padre. Por isso estou aqui, para acompanhar as missas e dar esse suporte técnico durante esse mês de avaliação”, explica.

As melhorias no sistema de som da igreja já puderam ser observadas logo na primeira semana que o serviço iniciou. Júlio chega geralmente uma hora antes de cada missa, faz a preparação, checa o sistema e depois acompanha, de forma minuciosa e com ouvidos bem atentos, toda a celebração. 

Ao ser detectado um problema de reverberação, o processo de solução se dá em torno do tratamento acústico com um melhor posicionamento, para que se possa ter melhor inteligibilidade do áudio junto à reverberação com o posicionamento de caixas. “É o desenho do alinhamento do sistema e de posicionamento do sistema. Foi isso que foi trabalhado aqui na Paróquia: o melhor posicionamento das caixas para ter uma inteligibilidade maior”, diz.

Fonte: Site da Paróquia São Luís Gonzaga

Must Read

INTERLIGADO ESPECIAL – RESULTADO SORTEIO 29 ANOS.

UM VALE CAFÉ COLONIAL DE R$ 50,00 DA SOL PANIFICADORA: ADILSON BATSCHAUER CESTA DE PRESENTE DA JÚLIO...

Estudante do IFC Brusque é vencedora do 8º Quiz UNIFEBE

A estudante Amanda de Campos, do Instituto Federal Catarinense (IFC) Brusque, é a vencedora do 8º Quiz UNIFEBE. Após dez perguntas e duas rodadas...

18º BPM realiza habilitação ao uso de fuzil calibre 5.56

Nesta quinta-feira, 14, o 18º Batalhão de Polícia Militar de Brusque (BPM) realizou a habilitação de sete policiais militares ao uso de fuzil calibre...

Brusque FC tem retrospecto favorável diante do Marcílio Dias

O clássico entre Brusque e Marcílio Dias faz parte da história do futebol catarinense há 32 anos, quando o Bruscão foi fundado. O primeiro...

Corpo de Bombeiros nas últimas 24 horas; incêndios, acidentes e vazamento de gás

Por volta das 9h de quinta-feira, 14, o Corpo de Bombeiros foi acionado para um acidente de trânsito na rua Bartolomeu Pruner, no bairro...
WhatsApp chat