Câmara Itinerante no Paquetá serve de piloto para o poder legislativo nas comunidades

Outras notícias da semana

Relatório da Comissão Especial da Educação foi aprovado em sessão virtual

Em sessão ordinária virtual realizada na quinta-feira, 6 de agosto, os vereadores aprovaram o Relatório Final da Comissão Especial da Educação, um projeto de lei,...

Polícia afirma que manterá rito de investigação de acidente que envolveu Prudêncio

Ao longo desta sexta-feira, 7, a Polícia Militar e Polícia Civil se manifestaram à imprensa, através de notas oficiais, sobre os procedimentos...

Confira o Boletim Epidemiológico desta segunda-feira (03)

Brusque registrou nas últimas 24 horas mais 59 casos confirmados de Covid-19. Com isso, a cidade tem agora 3mil 136 pessoas que já foram...

Documentário “Time de Fábrica” será exibido em plataforma virtual, a partir de 4 de Agosto

Será exibido a partir de 4 de agosto o documentário “Time de Fábrica” que conta a história do duelo memorável entre Carlos...

A Câmara de Vereadores de Brusque realizou na Escola de Ensino Fundamental Paquetá, na noite desta terça-feira, 9, a primeira edição do Programa Câmara Itinerante. Moradores e alunos do educandário acompanharam a reunião do poder legislativo. O prefeito Jonas Paegle foi convidado pela presidência da Câmara e discursou sobre ações da prefeitura e de seu histórico com médico e político.

Como representante da comunidade, Edson Hoffmannn, falou na tribuna sobre as principais demandas – em função de não estar ativada a associação de moradores.

Entre as reinvindicações os destaques foram: Obras do PAC, manutenção na praça local e problemas com tubulações nas regiões próximas, como: Rainha, Cedrinho e Paquetá. Moradores do bairro Tomaz Coelho também compareceram -, mas, não tiveram espaço destinado para pronunciamento – o que foi um ponto de crítica.

Como representante da comunidade, Edson Hoffmannn, falou na tribuna sobre as principais demandas
Como representante da comunidade, Edson Hoffmannn, falou na tribuna sobre as principais demandas

“A experiência foi a melhor possível, é muito bom que a comunidade conheça os vereadores (que eles têm rosto e voz), tomara que nossas reivindicações sejam atendidas”, destacou Edson.

Problemas da própria escola do Paquetá foram pontos destaque na sessão itinerante.  

O educandário necessita de uma nova cobertura para a quadra esportiva – de forma a amenizar o problema de perturbação por conta dos ensaios da fanfarra e propiciar condições adequadas aos alunos para pratica de esportes. Outro problema é relacionado ao sistema de calhas – em detrimento de processo jurídico envolvendo licitação – que a APP da escola busca resolver junto à Secretaria de Educação.

“A APP se prontificou de resolver o problema das calhas como tínhamos esse problema desde o início do ano e em troca ganhamos uma geladeira de seis portas e estamos negociando para fechamento da quadra, em fase de orçamento”, esclareceu o vereador Marcos Deichmann, que é presidente da Associação de Pais e de Alunos.

Câmara de Vereadores de Brusque realizou na Escola de Ensino Fundamental Paquetá
Câmara de Vereadores de Brusque realizou na Escola de Ensino Fundamental Paquetá

Uma rampa de acesso no educandário também solicitada, para atender a circulação de 750 alunos, sendo que a maioria estuda no segundo andar da escola e precisam se utilizar de uma escadaria no pátio central.

“Foi muito gratificante receber tantas autoridades, houve um movimento da comunidade e a escola foi esse elo de ligação com o poder público”, destacou a diretora, Janete Adriano Kupper.

Para o presidente da Câmara, José Zancanaro, a experiência da sessão itinerante no Paquetá serviu de projeto piloto e que no próximo ano poderá ser criado um calendário para ser divulgado com antecedência.

Sobre as demandas apresentadas na reunião, Zancanaro disse que serão levadas coletivamente em forma de indicação ao Poder Executivo.

Câmara Itinerante no Paquetá serve de piloto do legislativo nas comunidades
Câmara Itinerante no Paquetá serve de piloto do legislativo nas comunidades

“Não é uma ação individual, todos os vereadores estavam presentes, levando às prioridades e a Câmara vai eleger prioridades para resolver junto ao poder legislativo, é um trabalho coletivo, todos os vereadores vão subscrever”, finalizou Zancanaro.

No campo das críticas, o vereador Paulo Sestrem lamentou pela saída do prefeito Jonas logo após o discurso.

“Deixou a comunidade na mão, não deixou um representante, achei uma falta de respeito”, disse.

Logo depois do discurso, o prefeito foi retirado em razão de uma agitação provocada por um cidadão, o popular Gargamel, que interpelou a fala final do chefe do executivo.

Por força de regulamento, a Câmara Itinerante não contou com projetos para votação.

Últimas postagens

Vigilância em Saúde confirma em boletim extra o 40º óbito por Covid em Brusque

A Vigilância em Saúde informa o 40º óbito relacionado ao coronavírus em Brusque. Trata-se de um homem de 72 anos, morador do...

Boletim Epidemiológico ampliado desta sexta-feira (7) registra o 39º óbito por Covid

A Vigilância em Saúde de Brusque divulgou nesta sexta-feira (7) o boletim epidemiológico ampliado referente ao novo coronavírus. Conforme os dados, o...

Polícia Militar prende dois homens após caso de furto em supermercado

Na manhã desta sexta-feira, 07, a Policia Militar prendeu um homem por furto e outro por receptação. O fato aconteceu no bairro...

Polícia afirma que manterá rito de investigação de acidente que envolveu Prudêncio

Ao longo desta sexta-feira, 7, a Polícia Militar e Polícia Civil se manifestaram à imprensa, através de notas oficiais, sobre os procedimentos...

Rede Feminina de Combate ao Câncer inicia campanha de arrecadação virtual

A Rede Feminina de Combate ao Câncer iniciou nesta sexta-feira, 7 de agosto, uma campanha virtual para arrecadar valores para a entidade....
Publicidade
WhatsApp chat