Gripe: campanha termina nesta sexta-feira, mas vacinação continua na segunda

Outras notícias da semana

Manhã Mais – Resultado de 31 de julho de 2020

Vaso de Pilea (planta do Dinheiro)presente da barni garden Center. Leve alegria pra sua casa com as flores, plantas e arranjos...

CDL Brusque esclarece sobre feriado de 04 de agosto

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Brusque – CDL informa que nesta terça-feira, 04 de agosto, é feriado em comemoração aos 160...

Prefeitura divulga agenda dos 160 anos de Brusque

Com o tema “Brusque de famílias, histórias e conquistas”, a Prefeitura de Brusque realiza de 30 de julho até 4 de agosto...

Delegado Regional fala sobre ações comemorativas dos 208 anos da Polícia Civil

Na quarta-feira, 29 de julho, a Polícia Civil do Estado de Santa Catarina completa 208 anos de existência. Este ano, em razão da pandemia,...

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, destinada a vacinar exclusivamente o público prioritário, entre eles, idosos, crianças, gestantes, profissionais de saúde e professores, termina nesta sexta-feira (31). Mas, de acordo com o Ministério da Saúde, a partir de segunda-feira (3), as doses restantes ficarão disponíveis para a população em geral, inclusive para as pessoas dos grupos prioritários que ainda não se vacinaram.

A meta do ministério é vacinar 90% do público prioritário, formado por 59,4 milhões de pessoas. Dois estados já bateram a meta de 90%: Amazonas (94,4%) e Amapá (94,7%). Os estados com menor cobertura vacinal são Rio de Janeiro (57,6%), Acre (64,9%) e São Paulo (65,4%).

Segundo a pasta, a campanha mantém, em todo o país, uma estrutura com mais de 41,8 mil postos de vacinação e a participação de aproximadamente 196,5 mil pessoas. Até esta quarta-feira, 44,6 milhões de pessoas buscaram os postos de vacinação, o que representa 75% da população-alvo.

Os dados divulgados pelo ministério indicam que, entre o público prioritário, os funcionários do sistema prisional registram a maior cobertura vacinal, com 94,2%, seguido pelas puérperas (91%), indígenas (86,7%), idosos (85,3%) e professores (82,8%).

Os grupos que menos se vacinaram foram os profissionais das forças de segurança e salvamento (32,2%), população privada de liberdade (50,4%), pessoas com comorbidades (66,6%), crianças (69,9%), gestantes (70,8%) e trabalhadores de saúde (72,9%).

No Brasil, a escolha do público prioritário obedece recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). “Essa definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias”, diz a pasta da Saúde.

Últimas postagens

Confira o Boletim Epidemiológico desta segunda-feira (03)

Brusque registrou nas últimas 24 horas mais 59 casos confirmados de Covid-19. Com isso, a cidade tem agora 3mil 136 pessoas que já foram...

Defesa Civil de Brusque realiza chamamento público para cadastro de residências atingidas

A Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Brusque realiza, até sexta-feira (14), um chamamento público a população do município, para que informe os...

Rede estadual começa segundo semestre letivo com atividades não presenciais

A segunda-feira, 3 de agosto, marca o início do segundo semestre letivo na rede estadual de ensino em Santa Catarina e o retorno das...

Covid 19 – Hospital Azambuja vai receber R$ 500 mil de verba federal

A Prefeitura de Brusque recebeu R$ 500 mil do Ministério da Saúde, por meio da Portaria 1.666 (1º de julho), que dispõe sobre...

CDL Brusque esclarece sobre feriado de 04 de agosto

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Brusque – CDL informa que nesta terça-feira, 04 de agosto, é feriado em comemoração aos 160...
Publicidade
WhatsApp chat