Início Notícias Segurança Pública ACIBr e entidades parceiras aprovam pleito de Colégio Militar para Brusque

ACIBr e entidades parceiras aprovam pleito de Colégio Militar para Brusque

A reunião de diretoria da Associação Empresarial de Brusque, nesta segunda-feira, 22 de abril, contou com a presença de diversas entidades e de representantes da Segurança Pública de Brusque e região. O comandante da 7ª Região de Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Moacir Gomes Ribeiro, o comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar de Brusque, tenente coronel Otávio Manoel Ferreira Filho, o delegado regional Fernando de Faveri e o delegado da DIC Alex Bonfim Reis, participaram do encontro a convite da ACIBr, e apresentaram dados acerca da situação da Segurança Pública no município.

Reunião ACIBr
Segurança Pública foi tema de reunião da diretoria da ACIBr, realizada nesta segunda-feira, 22 de abril. (Foto: Divulgação / Assessoria ACIBr)

AmpeBr, CDL, OAB, Sindilojas, Sinduscon, Sifitec, CESCB, Simmeb e Observatório Social também estiveram presentes no encontro, que debateu melhorias para a Segurança Pública de Brusque e região. Inicialmente, o presidente da ACIBr, Halisson Habitzreuter divulgou eventos que acontecerão nos próximos dias, de interesse dos associados e entidades. Entre eles, está uma homenagem da Polícia Militar de Santa Catarina ao presidente da ACIBr, através do Título Honorífico Amigo da PMSC, que será entregue no início do mês de maio, em Blumenau.

Halisson registrou também a Oficina Comunitária para elaboração do Plano de Mobilidade de Brusque, no dia 24 de abril, às 17h29, na sala de reuniões da ACIBr; a Campanha de Vacinação contra a Gripe, no dia 29 de abril; o 20º Almoço de Ideias da ACIBr, que será realizado no dia 9 de maio na Sociedade Bandeirante; e a Expogestão, em Joinville, de 14 a 16 de maio. O diretor executivo do Observatório Social de Brusque, Evandro Gevaerd, aproveitou a oportunidade, para convidar os presentes para a solenidade de comemoração dos oito anos do OSBr, no dia 26 de abril, às 9h, no Centro Empresarial, que irá contar com uma homenagem ao saudoso empresário, Nelson Zen Filho (Tato Zen).

Segurança Pública

Dentro do tema principal da reunião, coronel Gomes e o tenente coronel Otávio fizeram uma explanação com estatísticas de Brusque e região. “A Polícia Militar é fatiada em 12 regiões no Estado e a nossa é a 7ª por criação, com sede em Blumenau. Compreende uma população de 1.081.429 habitantes, em um território de 12.500 Km². São 826 policiais para atuar em 44 municípios. Tem em média um policial para cada 1.850 habitantes, enquanto o ideal seria um policial para cada 800 habitantes. Dentre as ocorrências registradas entre 2017 e 2018, tivemos uma queda nos roubos, mas um aumento significativo na violência contra a mulher, que cada vez mais, requer uma atenção especial, não só da Polícia, mas de outras instituições. É algo que requer um trabalho em rede. A violência escolar é outra preocupação e necessita uma presença mais intensa da PM. Fico muito alegre de estar aqui compartilhando esses dados, e em poder dizer que Brusque possui um dos menores índices de homicídio do Estado e do Brasil. Temos problemas sim, mas Brusque continua sendo um exemplo em termos de segurança pública”, descreveu coronel Gomes. 

O tenente coronel Otávio reforçou que Brusque é considerada uma das cidades mais seguras do país, graças ao apoio que as Polícias Militar e Civil recebem das entidades organizadas e da sociedade. “Enquanto em muitas cidades, a Polícia perdeu seu fundo municipal, aqui em Brusque, a ACIBr foi fundamental para viabilizar junto com a Prefeitura, um novo fundo que ajuda a garantir a qualidade dos serviços prestados pela PM. E os números registrados na cidade, são fruto desse trabalho de cooperação entre as entidades, a sociedade, o poder público e as polícias. De 2018 para 2019, tivemos queda nos casos de roubo e furtos, e quanto mais fiscalização fizermos, mais segurança teremos. A PM mantém uma grande parceria com a Polícia Civil e 90% dos casos de homicídio em Brusque são solucionados. Este ano já tivemos 18 flagrantes de tráfico de drogas e até já se ouve falar que está faltando droga na cidade. O que surpreende é que temos apenas 95 policiais atuando em Brusque, para uma população com 131 mil habitantes, ou seja, um policial para cada 1.386 habitantes. Entre 29 cidades com mais de 50 mil habitantes, estamos na 25ª colocação em número de habitantes por policial. Em São Miguel do Oeste, existe um policial para cada 389 habitantes. Então é uma divisão desigual e temos que lutar para aumentar o efetivo e manter a qualidade do nosso trabalho. O ideal seria a Alesc criar uma lei, para disciplinar a distribuição de policiais, conforme a quantidade de habitantes”, considerou o comandante do 18º Batalhão.

A respeito do número de efetivo, coronel Gomes comentou que o Estado está para lançar um concurso que irá contratar mil novos policiais e que Brusque deve ser contemplada com mais efetivo. Sobre o número desproporcional de policiais, o delegado da DIC, Alex Bonfim Reis, observou que como a cidade de Brusque possui bons índices, o Estado não se preocupa muito e acaba encaminhando efetivo para outros municípios. “Certamente temos um trabalho de qualidade por aqui e não podemos aceitar que a cidade desande. É preciso estar sempre pleiteando mais efetivo para manter a situação em ordem, e é preciso destacar mais uma vez, que os resultados obtidos em Brusque, são fruto de um conjunto de ações e principalmente, do envolvimento e apoio da iniciativa privada, pois além do Fundo Municipal, tem empresas que ajudam a PM, e investem em segurança privada. Cada um está fazendo a sua parte”, considerou o delegado Alex.

Coronel Gomes também enfatizou a importância do Fundo Municipal em benefício das Polícias Militar e Civil. “O Fundo é fundamental, para conseguirmos adquirir equipamentos, armamentos, e uma condição logística favorável no combate à criminalidade no dia a dia. Possibilita que tenhamos policiais motivados, trabalhando com segurança, num ambiente de qualidade, e principalmente, sabendo que a sociedade organizada nos apoia, incentiva e ajuda fornecendo esse recurso. As estatísticas mostram que estamos no caminho certo. São números positivos, que demonstram que aqui a criminalidade não tem um crescimento, pelo contrário, estamos conseguindo diminuir alguns índices, e isso é resultado da união da sociedade organizada, das Polícias Militar e Civil, da Prefeitura, das entidades que nos auxiliam no dia a dia. Tenho certeza de que vamos conseguir produzir ainda mais com o passar do tempo, devido a essas parcerias que temos formalizadas”, completou o comandante da 7ª Região de PMSC.

Planejamento estratégico

Para o delegado regional Fernando de Faveri, é louvável Brusque ser considerada uma das cidades mais seguras do país, entretanto, é preciso avançar em melhorias. “Não temos um planejamento estratégico para a segurança pública de Brusque e precisamos fazer um. Temos problemas que vêm crescendo, como a violência doméstica e as infrações de trânsito, então é preciso definir onde queremos chegar. Em que áreas precisamos melhorar e diante disso, a Polícia Civil formulou um documento para ser encaminhado ao Poder Executivo Municipal, pleiteando dez ações, que visam aprimorar nosso projeto de segurança pública. Foram elencados dez pontos, com algumas ideias fáceis de se implementar, e gostaríamos de pedir o apoio da Associação Empresarial, no sentido de fazer acontecer. Entre as solicitações, está a conversão da Guarda de Trânsito em Guarda Municipal; a aprovação de uma legislação municipal disciplinando o funcionamento de bares e boates, com a regulamentação da venda e consumo de bebidas alcoólicas nos estabelecimentos privados e logradouros públicos em horários determinados; a criação de um fluxograma de atendimento a mulheres e crianças vítimas de violência doméstica; e a instalação de uma Casa Abrigo para mulheres vítimas de violência domésticas”, pontuou o delegado.

O presidente da ACIBr, Halisson Habitzreuter, sinalizou o apoio da entidade às solicitações do delegado regional e colocou a Associação Empresarial à disposição dos órgãos de segurança pública, para o que for preciso. “Como entidades precisamos fazer o nosso papel, reivindicar, pressionar, alinhar com a Prefeitura e demais entidades, para fazer acontecer. Parabenizamos todo o trabalho que é realizado, as boas ações desenvolvidas pelas Polícias Militar e Civil, e queremos também, ajudar a buscar mais efetivo, a trazer uma Escola de Soldados para Brusque, e principalmente, lutar pela instalação de um Colégio Militar na cidade. Sabemos da intenção da Prefeitura em apoiar esse movimento e nós enquanto entidades, também somos favoráveis a criação de um Colégio Militar. O desafio é grande, mas acreditamos ser possível e precisamos dar o primeiro passo”, declarou Halisson, colocando em votação, o envio de ofício ao prefeito, requerendo o encaminhamento de projeto para implantação de um Colégio Militar em Brusque. O pleito foi aprovado por unanimidade pelas entidades presentes.

Coronel Gomes disse apoiar o pedido das entidades. “A instalação de um Colégio Militar em Brusque, seria algo excelente para a sociedade como um todo, em termos de qualidade de ensino, de disciplina, de exemplo, de cidadania, de civismo. Tenho certeza que traria grandes benefícios, mas requer uma grande estrutura. É um grande desafio e desejo que a Associação Empresarial e as demais entidades, tenham êxito nessa luta”, salientou.

Ao final da reunião, Halisson avaliou o encontro como positivo. “A Segurança Pública, além de um dever do Estado é uma obrigação de todos nós. E como munícipes, empresários e entidades, fazemos a nossa parte, participando desse movimento, que tem como único objetivo, a melhoria da segurança pública nas nossas cidades de Brusque, Guabiruba e Botuverá. Nossos convidados apresentaram números que mostram que nossa taxa de homicídios é baixa, a taxa de roubos é baixa, e a resolução de crimes é alta. Somos uma das cidades mais seguras do Estado. Os índices são bons, mas não consideramos sequer, a hipótese de diminuição na qualidade dos serviços. Esse é o nosso compromisso com nossos associados e com a sociedade, de contribuir para que esses números permaneçam bons. Precisamos reconhecer nossa força policial, não só os comandantes, mas todos os policiais que aqui trabalham e são extremamente dedicados, colocando suas vidas em risco na proteção de toda a sociedade. Ficamos muito contentes com esse comprometimento”, destacou o presidente da ACIBr.

Must Read

Manhã Mais – Sorteio segunda-feira 21 de outubro

Hoje temos: Um par de ingressos do Cine Gracher + 10 revelações de fotos 10x15 da Color Center, no...

Eleita nova realeza da Fenarreco

A 34ª edição da Fenarreco chegou ao fim no domingo (20). O evento foi fechado com a escolha da nova realeza da...

Brusque vence o Barroso e mantém invencibilidade sob comando de Jersinho

Na manhã de domingo, 20, o Brusque visitou o Almirante Barroso e venceu por 1 a 0. O gol Quadricolor foi marcado...

Colisão envolve dois veículos na madrugada de domingo no Centro

Na madrugada deste domingo, 20, por volta das 1h15 o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar foram acionados para o atendimento de...

Polícia Rodoviária registrou três acidentes na rodovia no bairro Itaipava

Acidente por volta das 18h, na rodovia SC 486, no bairro Itaipava, município de Itajaí, ocorreu um acidente de trânsito com vítimas....
WhatsApp chat