ABM emite nota sobre redes de esgoto no município de Brusque

Outras notícias da semana

Motorista de 55 anos morre após acidente de trânsito, no Guarani

Bombeiros, Polícia Militar e Guarda de Trânsito atenderam na noite deste sábado (4) um acidente acidente de trânsito com vítima fatal na...

Confira o Boletim Epidemiológico da Prefeitura de Brusque desta sexta-feira (03)

A Secretária de Saúde de Brusque, por meio da Vigilância em Saúde, informa os números relacionados à pandemia de Coronavírus (Covid-19) no município. Nesta sexta-feira...

Ministério da Saúde habilita novos leitos de UTI do Hospital Azambuja

Na última sexta-feira, 3 de julho, foi publicada a Portaria do Ministério da Saúde a qual habilita os 10 (dez) novos leitos...

Brusque registra terceiro óbito por Covid-19

A Secretária de Saúde de Brusque, por meio da Vigilância em Saúde, informa que foi registrado na tarde desta sexta-feira (3) o...

Confira a nota divulgada.

O desenvolvimento urbano do município, desde os tempos coloniais, seguiu uma linha de improvisos, medidas paliativas, com obras e serviços sem o refinado planejamento e engenharia dos tempos atuais.

Não se trata de uma crítica, mas uma realidade que retrata épocas de carência generalizada, quando as realizações aconteciam para atender o imediato, o urgente, sem uma visão de futuro e prosperidade das gerações e da expansão.

Hoje, quando o município alcança um estágio de significativa expansão e crescimento demográfico, os erros do passado, se assim podemos definir, acabam por promover situações passíveis de comprometer a qualidade de vida, a saúde humana e o grau de habitabilidade ao nível da dignidade das pessoas.

É o caso do sistema de esgoto municipal, tanto de caráter doméstico, sanitário e industrial, cuja precariedade vem expondo o cidadão a situações perigosas, humilhantes e até vexatórias.

Percebemos alguns avanços na área, mas não o suficiente para garantir que rejeitos líquidos e sólidos, alguns altamente poluentes, possam ser tratados, absorvidos e canalizados sem submeter a risco à saúde da população.

Diante dessas reflexões, de caráter meramente apreciativo, a Associação Brusquense de Medicina vem manifestar suas preocupações com a situação das redes de esgoto no município de Brusque, alertando para a urgente necessidade de se colocar em pauta o tema, como prioridade das prioridades, garantindo-se a proteção constitucional à saúde que o poder público deve aos cidadãos.

Brusque-SC, 15 de abril de 2019.

Dr. Sebastião Alexandre Isfer de Lima

Membro da ABM

Dr. Frederico G. Marchisotti Presidente da ABM

Últimas postagens

Brusque registra 79 novos casos de Covid-19

A cidade de Brusque conta atualmente com 794 casos confirmados de Covid-19. Nesta quarta-feira (8) foram 79 novos casos. De acordo com o boletim...

Brusque FC encerra preparação para o retorno das decisões do Catarinense

Nesta quarta-feira, 8, o Brusque FC encerrou a sua preparação para enfrentar o Joinville, com o famoso rachão. A comissão técnica, optou por realizar...

Botuverá tem 5 novos casos confirmados de Covid-19; São 21 no total

A Secretaria Municipal da Saúde confirmou, na tarde desta quarta-feira (08), mais 5 casos de infecção pelo novo coronavírus em moradores de...

Carro e moto colidem na ponte da rua Prefeito Germano Schaeffer

Por volta do meio-dia desta quarta-feira, 8, uma colisão carro e moto movimentou o Corpo de Bombeiros. O acidente ocorreu sobre a ponte na...

Cancelada a Feira de Aves e Pequenos Animais

O Clube Brusquense de Ornitologia (CBO) informou o cancelamento da Feira de Aves e Pequenos Animais, que seria realizada no Pavilhão da Fenarreco, nos...
Publicidade
WhatsApp chat