Início Notícias Política Aprovado projeto que fixa 50% de reembolso de auxílio medicamento aos servidores...

Aprovado projeto que fixa 50% de reembolso de auxílio medicamento aos servidores públicos

Voltou para votação na Câmara, com emenda modificativa, o projeto que trata do auxílio medicamento para servidores públicos de Brusque. A matéria casou debates nas últimas sessões, sobre a necessidade de regulamentar e dar critérios ao benefício do reembolso.

Para elaboração do projeto, houve acordo em conjunto da Prefeitura de Brusque com o SINSEB – Sindicato dos Servidores, no entanto, nas últimas sessões aconteceram desencontros no texto da matéria, principalmente o item que citava 100% de reembolso. Outro item técnico é a lista de medicamentos que não farão parte do reembolso, diante de abusos cometidos sem a existência do projeto.

Os chamados “equívocos” do texto do projeto foram corrigidos, após o pedido de vista feito pelo vereador Marcos Deichmann, na última sessão. A emenda modificativa manteve a lista de medicamentos e fixou o valor do reembolso em 50% dos gastos efetuados no mês pelo servidor público.

Projeto de Lei Complementar também delimita o reembolso em 100% (cem por cento) do menor vencimento básico do Município (em torno de R$ 1,2 mil), com ação retroativa a partir de 1º de março.

A lista de medicamentos que não farão parte do benefício do reembolso

Tratamento capilar estético;

Tratamento específico de disfunção erétil;

Tratamento exclusivamente para infertilidade;

Tratamento estético;

Produtos ortopédicos, exceto quando originário de acidente de trabalho;

Meias para tratamento estético, exceto meias compressivas;

Toucas;

Sais minerais ou vitaminas, exceto os previstos em laudo médico prescritivo;

Óleos para tratamento estético;

Produtos cosméticos, assim definidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA

Antissépticos bucais;

Medicamentos manipulados sem a prescrição médica e especificação de princípio ativo via relatório gerencial, expedido pela farmácia;

Produtos não classificados como medicamentos pela ANVISA, não contemplados na presente lei complementar.

O reembolso do benefício de auxílio medicamento será regulamentado por meio de Instrução Normativa, emitida conjuntamente pela Secretaria de Orçamento e Gestão, Controladoria-Geral do Município e Departamento de Recursos Humanos.

Must Read

Rafael Fantoni, acusado pela morte do policial Everaldo, é condenado a mais de 23 anos de prisão

O Juiz da Vara Criminal da Comarca de Brusque, Dr. Edemar Leopoldo Schlöser, através da sua Assessoria Criminal, divulgou nesta sexta-feira a...

Prefeito Jonas Paegle presenteia administrador distrital de Karlsruhe com brasão de Brusque

Na sexta-feira (19), a comitiva brusquense, que cumpre agenda de trabalho na Alemanha por conta da parceria climática, participou de um evento...

Festa Junina realizada pelo Creas do bairro Limeira é marcada por muita dança e risadas

Os participantes da festa junina do Centro de Referência em Assistência Social (Cras) do bairro Limeira não deixaram com que a chuva...

Interligado – resultado sorteio de 19 de julho.

Almoço para duas pessoas do restaurante do Mineral Água Park. Ganhador: Francisco M. Barbosa Kit balanceamento + check-up da Fredy Pneus. Ganhadora...

Coordenador do IBPLAN destaca lança de atividade do primeiro semestre

O Instituto Brusquense de Planejamento (IBPLAN) divulga o balanço do trabalho realizado no primeiro semestre deste ano. No total, foram atendidas 886 ocorrências.
WhatsApp chat