Início Notícias Segurança Pública Saiba quais as espécies de cobras mais comuns em Brusque e...

Saiba quais as espécies de cobras mais comuns em Brusque e por quê elas tem surgido com frequência em residências

Bombeiros
Bombeiros são acionados para captura de cobras. (Foto: Arquivo / Diplomata FM)

No programa Da Hora desta quarta-feira, 6 de março, um dos temos abordados foi o constante surgimento de cobras em residências e terrenos de Brusque. A situação tem causado preocupação de moradores, que tiveram animais domésticos picados por cobras nos últimos dias. 

A moradora do bairro Ponta Russa, Maria Jurema Felisberto, teve que agir rápido para salvar seu cachorro que foi picado por uma jararaca sábado à noite. Nesta terça-feira (5) foram mais dois casos de capturas de cobras em residências, sendo que a noite outro cachorro foi picado e levado às pressas para Hospital Veterinário.

Na quarta à noite um cachorro da raça Pit Bull foi mordido por uma cobra. O Corpo de Bombeiros foi acionado para prestar auxílio, por volta das 22h, na ocorrência registrada na rua Padre Antônio Einsing, Paquetá. De acordo com a corporação, a cobra da espécie jararaca da mata estava no quintal de brita da residência ontem à noite.

A serpente estava agressiva e machucada devido ao ataque do cão. O cachorro foi picado no rosto, que ficou inchado. Os bombeiros orientaram o proprietário que o animal fosse levado ao um veterinário. A cobra, de aproximadamente 80 centímetros, foi capturada e solta em mata nativa.

Jararaca Mata Paquetá
Corpo de Bombeiros foi acionado para capturar uma cobra que atacou um cão no pátio de uma residência, no bairro Paquetá (Foto: Divulgação)

A outra cobra capturada ontem foi pela manhã, quando um senhor estava fazendo limpeza no terreno na Rua Padre Antônio Eiseng, no bairro Paqueta próximo ao posto de combustível, quando avistou uma cobra próxima de residência e da rua. No local os bombeiros viram a cobra debaixo de folhas perto de bananeiras. Ela foi capturada e solta em outro local de mata nativa.

No sábado (2), por volta das 20h, um dos cachorros da Maria Jurema Felizberto e do Jair Felisberto, foi atacado por uma jararaca. Eles moram no bairro Ponta Russa e viveram essa desagradável experiência com seus animais domésticos e uma cobra jararaca-da-mata.

Maria relata como foi esse caso!

O cachorro da Maria Jurema Felisberto já está em casa, tomando medicamento, porém ainda muito abatido por conta da picada da cobra. Ele ganhou do hospital veterinário alta ontem à noite.

Espécies mais comuns em Brusque

As cobras mais comuns na região são Jararaca, Jararacuçu e Coral. Conforme o Ministério da Saúde, essas cobras causam maioria dos acidentes com cobras no Brasil. São 29 espécies em todo o território nacional, encontradas em ambientes diversos, desde beiras de rios e igarapés, áreas litorâneas e úmidas, agrícolas e periurbanas, cerrados, e áreas abertas.

As mais comuns em termos de acidentes são jararacas, cascavéis, corais e surucucus. Os cães são, geralmente, picados na região do focinho, peito ou pescoço, e isso ocorre porque, muitas vezes, o cão se aproxima para cheirar a cobra por curiosidade. A ocorrência em gatos é menos comum.

Como saber se o animal foi mesmo picado?

Conforme o Médico Veterinário Lucas Felipe de Souza, do Hospital Veterinário SOS Animais, a picada geralmente é muito dolorosa. O local pode apresentar algumas marcas de dentes, embora os pelos atrapalhem muito a visualização. “A região pode inchar bastante, e a pele ficar roxeada. Os pelos começam a descolar. Alguns animais podem entrar em choque se o veneno for muito injetado. Nem todas as picadas de cobras podem contar uma grande quantidade de veneno, portanto, os sintomas podem variar de leves a graves. A pele pode cair, próximo ao local da picada e um grande inchaço na região do pescoço pode causar dificuldade na respiração do animal”, diz.

Quando o animal é picado, o que fazer?

Independentemente do tipo de cobra que picou o animal, ele precisa de um atendimento de emergência. É preciso manter o animal calmo, e não deixar ele se movimentar muito. Em seguida é preciso encaminhar ao veterinário para que receba o soro e o tratamento específico que é o único método eficaz de combater o envenenamento.

O que não é indicado fazer

Não é indicado cortar o local da picada, principalmente se for jararaca, pois causa hemorragia. Se cortar, o sangramento irá agravar mais. Não fazer torniquete, pois isso pode evitar que o veneno se difunde com o resto do corpo e pode ficar muita concentração no local, e gangrenar. Não colocar remédio caseiro.

Evitar o aparecimento de cobras

É muito importante evitar o aparecimento de cobras, combatendo roedores, pois as cobras se alimentam deles. Para isso, é preciso manter terrenos limpos, quintais e plantações, deixar lixo fora da propriedade, colocar o saco de ração em local mais alto e recipiente bem fechado. Desmatamento e queimada também devem ser evitados neste caso, porque provoca mudança de hábito dos animais, que irão buscar outros locais para se refugiar, entre eles celeiros, paióis e interior de residências.

Procedimento perante o surgimento de cobra em áreas residenciais

O procedimento quando o bombeiro é acionado, é de capturar o animal do local e soltar em outro, conforme nos explica o 2° Sargento Alaércio Zermiani, que possui amplo conhecimento nesse tipo de ocorrência, com especialização em ofidismo (estudos que englobam sobre animais peçonhentos).

As cobras estão procurando residências, pois é época de calor e acasalamento. No calor as cobras procuram local fresco, e, muitas vezes, encontram isso dentro de casas”, explica o bombeiro.

O cuidado é dirigido, também, para quem tem criança que gosta de brincar no chão ou em pátios de residências, principalmente naqueles casos mais próximos da mata.

Em 2018, uma cobra matou dois cachorros no bairro Cristalina. Foi uma ocorrência que chamou muita atenção na região.

Must Read

Interligado – Resultado segunda dia 25/03

Óculos de sol Unissex das Óticas Diniz - Em abril mega promoção de aniversário de 2 anos das Óticas de Diniz...

Handebol Brusque, masculino e feminino, entra em quadra no final de semana

O handebol de Brusque está ressurgindo. O esporte que teve grandes glórias no passado para o município vem ganhando espaço nas quadras e competições....

Conversando com Você de 25 de março de 2019

Conversando com Você de 25 de março de 2019. Ouça! Conversando com Você de 25 de março de...

Hospital de Olhos de Brusque realizará palestras gratuitas sobre saúde da mulher

O Hospital de Olhos de Brusque (HOB) realizará no próximo dia 26 de março, às 19 horas, o evento “HOB Mulher”,...

Presidente da CDL fala sobre mudanças e ampliações na Área Azul

O Jornal da Diplomata recebeu na manhã desta segunda-feira, 25, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Brusque, Fabrício Zen, que destacou...
WhatsApp chat