Início Notícias Esportes Missão, estratégia e honra; conheça o jogo de airsoft em Brusque

Missão, estratégia e honra; conheça o jogo de airsoft em Brusque

Equipe Brusquense de Airsoft
Equipe Brusquense de Airsoft no Morro do Observatório. (Foto: Jaison Lorenceti)

Não é arma de fogo, é airsoft (replica ou simulacro). Não tem violência, só estratégia, honra e diversão como resultado. Os amantes de airsoft se encontraram na tarde deste sábado, 9, para mais um game, no morro do observatório. A construção, que simula um forte abandonado, é um cenário propício para o desenvolvimento do game.

Os membros da EBA – Equipe Brusquense de Airsoft encararam o forte calor para mais um confronto. A simulação do combate teve o seguinte enredo, em resumo:

“Um grupo de terroristas conseguiu capturar dois militares americanos durante um conflito inesperado na previa de um ataque. Objetivos da Missão dos Militares: Capturar os reféns e trazê-los a salvo”.

Momento de preparação para jogo de airsoft
Momento de preparação para jogo de airsoft. (Foto: Jaison Lorenceti)

Algumas regras são definidas, em destaque: Em caso de ser atingido, o atirador se retira do combate – anunciado (se acusa) que foi atingido. No entanto, todos são médicos e para reviver o operador basta encostar a mão nele contar 20 segundos, sem estar com a arma apontada. Se o inimigo estiver próximo de mais da linha de tiro, a regra é anunciar o “bang” e evitar o disparo para não causar ferimento.

Jogo de airsoft em Brusque, no último sábado, 9.

Desta forma, o jogo ganha vida ao simular um conflito. As armas disparam projéteis plásticos. São vários modelos, desde pistolas, rifles, metralhadoras e entre outras.

Soldado na mira com airsoft
Soldado ajustando mira com airsoft (Foto: Jaison Lorenceti)

O funcionamento de cada uma delas também é diferente para cada tipo de airsoft, que podem ser: arma de pressão por ação de mola ou arma de pressão por ação de gás comprimido. O soldado airsoft pode usar todos os tipos de aparatado militar, roupas, capacetes, coletes, coldre, rádio, e, como regra obrigatória, todos usam óculos de proteção visual.

De acordo com Wilson Schimdt Júnior, praticante de airsoft, o crescimento da modalidade já vem chamando atenção no município, desde meados de 2011.

Wilson Schmidt Júnior
Wilson Schmidt Júnior fala sobre o jogo de airsoft. (Foto: Jaison Lorecenti)

“Brusque já tem uma certa tradição, o jogo é uma diversão na sua essência, mas na hora é tudo muito sério para otimizar experiências de um combate real. É bem interessante e para todas as idades”, frisou.

Antônio Marcadeli, teve sua primeira experiência no game de airsoft no último sábado.

“Sempre tive vontade de participar, comprei o arisoft e vim aqui com os amigos saber como é o jogo”, destacou.

Antônio Marcadeli praticante de airsoft
Antônio Marcadeli praticante de airsoft (Foto: Jaison Lorenceti)

Cristoffer Koschnik, é outro praticante experiente, com dois anos de envolvimento no mundo airsoft.

“Comecei com vídeos na internet e de ‘algum um tempo para cá’ as armas ficaram mais acessíveis. Quando comecei a trabalhar já comprei um airsoft e desde então não parei de jogar”, destacou.

Cristoffer Koschnik dá instruções da missão de airsoft
Cristoffer Koschnik dá instruções da missão de airsoft (Foto: Jaison Lorenceti)

Matheus Moreira destacou que o esporte traz a adrenalina do militarismo, algo muito buscado por amantes e simpatizantes de ações militares.

“Sempre gostei de operações militares e busquei um esporte que espelhasse isso, e o airsoft traz essa emoção. Nós temos que ter em jogo muita honra, essa é a principal característica”.

Matheus Moreira com airsoft
Matheus Moreira com airsoft em game no Morro do Observatório. (Foto: Jaison Lorenceti)

Legislação

As armas de pressão por ação de mola e calibre igual ou inferior a 6 mm (aegs e springers) NÃO necessitam de GUIA DE TRÁFEGO para o transporte (categoria de controle 3).

A GT só é obrigatória para as armas de ação de gás, de qualquer calibre (categoria 1) e para as de mola de calibre acima de 6mm (por ser restrito) – artigo 13, paragrafo 1 O transporte das armas de pressão de airsoft (mola e calibre menor que 6mm) só poderá ser efetuado com a nota fiscal original, comprovante da origem lícita da aquisição – artigo 13, paragrafo 2

O transporte deve ser feito de forma discreta, não podendo ser conduzida ostensivamente – artigo 13 paragrafo 3. Ou seja, transportar dentro do porta malas, em bolsa ou mochila própria.

Resumindo:

Airsoft = arma de pressão

AEGs e springers = açao de mola e calibre 6mm = não precisa de CR = não precisa de GT = transporte com nota fiscal = ponta laranja

Pistolas Gbb (armas a gás) = ação de gás = não precisa de CR = não precisa de GT = transporte com NF = ponta laranja

Veja mais imagens.

Must Read

Interligado – resultado sorteio de 26 de junho.

Óculos de Sol Unissex das Óticas Diniz - Ganhador: Thiago Postal Almoço pra duas...

Presidente da Fecomércio participa de sessão ordinária na Câmara Municipal

Na noite de terça-feira, 25, a Câmara Municipal de Guabiruba esteve reunida em mais uma sessão ordinária, sendo os trabalhos conduzidos pela presidente da...

Conversando com Você de 26 de junho de 2019

Conversando com Você de 26 de junho de 2019. Ouça! Conversando com Você de 26 de junho de...

Carro cai em buraco de obra na na rua Paulo Knihs

Um veículo caiu em um grande buraco de uma obra na rua Paulo Knihs, no bairro Águas Claras. O acidente foi registrado...

Copa Santa Catarina terá dez clubes e mata-matas; Brusque FC confirmado

Está definido o caminho dos clubes catarinenses que almejam participar da Copa do Brasil de 2020 através da conquista da Copa Santa Catarina...
WhatsApp chat