Início Notícias Economia Celesc suspenderá cobrança de 1,2 mil consumidores até terminar aferições

Celesc suspenderá cobrança de 1,2 mil consumidores até terminar aferições

A Celesc se reuniu com o Ministério Público de Santa Catarina, nesta quinta-feira, 7, em Florianópolis. O objetivo do encontro foi prestar esclarecimentos sobre o inquérito civil que reúne reclamações de consumidores catarinenses pelo alto valor nas contas de energia.

“A Celesc considera muito positiva essa aproximação que o MP propiciou entre Procon, a sociedade e a distribuidora. É uma chance que nós temos de apresentar de forma transparente, didática e bastante clara a maneira que é feita a cobrança na fatura de energia”, disse o diretor de Geração, Transmissão e Novos Negócios, Pablo Cupani. No encontro, houve uma explicação por parte dos técnicos da companhia de como é realizada a mediação do consumo de energia.

Bandeiras Tarifárias
Sistema de cobrança das Bandeiras Tarifárias de Energia Elétrica (Arte: Divulgação)

A Celesc manteve a posição dos comunicados anteriores divulgados à imprensa. A companhia alega que o volume de energia foi muito alto no mês de janeiro e o sistema bateu recordes de demanda. No entanto, mediante a reclamação de muitos consumidores, a Celesc garantiu a verificação dos casos de reclamação registrados no órgão de defensa do consumidor.

O MP-SC solicitou que sejam realizadas aferições nas 1,2 mil unidades consumidoras, que registraram reclamações junto ao Procon. Os casos prioritários serão as contas que apresentaram altos valores, mas, o trabalho será concentrado nos períodos de dois meses para averiguar todos os protocolos.

CELESC encontro no Ministério Público
Encontro reunião representantes do Ministério Público e da Celesc para tratar sobre valor cobrado nas contas de energia (Foto:Divulgação/Assessoria)

Uma das medidas anunciadas no encontro é de que “a tarifa de aferição, que é determinada pela Aneel, não será cobrada dos 1,2 mil consumidores e esses terão as faturas de energia suspensas de cobrança até que os processos sejam concluídos. Para o consumidor que tiver o medidor aferido e for constatado regular, terá de efetuar o pagamento das faturas em aberto. Como o prazo de aferição desses casos será de dois meses, o consumidor poderá contar com a possibilidade de parcelamento de até 6 parcelas. Para a fatura do consumidor que apresentar inconsistência, os valores serão recalculados e também terá a possibilidade de parcelamento”, diz a nota da assessoria de imprensa.

Celesc encontro no MP
Técnico da Celesc explicou o funcionamento da medição e sistema de cobrança da energia elétrica (Foto: Divulgação/Assessoria)

“Está sendo tramitado o inquérito civil e nós estamos tentando apurar se houve alguma prática irregular ou não por parte da Empresa. Até agora nós não temos nenhum elemento concreto e esse inquérito é exatamente para angariar provas e verificar se há algum tipo de equívoco”, destacou o promotor Marcelo Brito de Araújo.

A reunião foi conduzida pelo promotor de Justiça, Marcelo Brito de Araújo e pela coordenadora do Centro de Apoio Operacional do Consumidor, a promotora de justiça, Greicia Malheiros da Rosa Souza.

Must Read

Interligado – resultado sorteio de 26 de junho.

Óculos de Sol Unissex das Óticas Diniz - Ganhador: Thiago Postal Almoço pra duas...

Presidente da Fecomércio participa de sessão ordinária na Câmara Municipal

Na noite de terça-feira, 25, a Câmara Municipal de Guabiruba esteve reunida em mais uma sessão ordinária, sendo os trabalhos conduzidos pela presidente da...

Conversando com Você de 26 de junho de 2019

Conversando com Você de 26 de junho de 2019. Ouça! Conversando com Você de 26 de junho de...

Carro cai em buraco de obra na na rua Paulo Knihs

Um veículo caiu em um grande buraco de uma obra na rua Paulo Knihs, no bairro Águas Claras. O acidente foi registrado...

Copa Santa Catarina terá dez clubes e mata-matas; Brusque FC confirmado

Está definido o caminho dos clubes catarinenses que almejam participar da Copa do Brasil de 2020 através da conquista da Copa Santa Catarina...
WhatsApp chat