Início Notícias Geral Atividades de malabares, pedintes e comércio ambulante em semáforos foi tema do...

Atividades de malabares, pedintes e comércio ambulante em semáforos foi tema do programa Da Hora

Pessoas em situação de rua vivem em condições de extrema vulnerabilidade e sobrevivem por meio de doações ou de atividades informais de trabalhos desenvolvidos nas ruas. Esta situação muitas vezes é uma escolha pessoal, e em outras é consequência de diversos fatores como desemprego, fragilidade ou rompimento de vínculos familiares, dependência química.

Nesse sentido a Secretária de Assistência Social criou a campanha: NÃO DÊ ESMOLA, AJUDE A CRIAR OPORTUNIDADE. Conforme explica o secretário Deives da Silva.

Deivis da Silva, secretário de Assistência Social de Brusque.

Aqui temos três situações, que podemos explorar e colocar em debate. A primeira é os pedintes que acabam utilizando o ponto de parada dos semáforos da cidade para pedir dinheiro. Segundo os artistas de rua “malabares” que exercem as mais diversas ações (números). Por último o comércio de ambulantes, com venda de morangos, doces e outros.

Questionamentos

*Os questionamentos são os seguintes: Como seres sociais como lidar com a situação de vulnerabilidade das pessoas que estão solicitando ajuda.

* Sobre os malabares é arte/estilo de vida. Devemos incentivar esse tipo de ação.

* Comércio de Ambulantes: É justo com comerciante convencional (legalizado que paga impostos).

Nos dois primeiros casos a Secretaria de Assistência Social pede para população evitar doar dinheiro e utensílios. Para fazer a diferença é necessário criar ações e esforços que gerem oportunidade reais. Você também pode destinar recursos para o Fundo Municipal de Assistência Social (FMAS), que investe em serviços, programas e projetos que beneficie essas pessoas.

Entre em contato com a equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), que atende diretamente por meio da abordagem social. Telefone do CREAS – 3350 5705 e no Centro POP 98826 6701.

No caso das pessoas que realizam atividades de malabarismo nos sinais de trânsito, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) é o instrumento que impede a realização da prática. “Nenhuma obra ou evento que possa perturbar ou interromper a livre circulação de veículos e pedestres, ou colocar em risco sua segurança, será iniciada sem permissão prévia do órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre a via”, diz um dos artigos, o qual inclusive estabelece multas de R$ 81,35 a R$ 488,10 em caso de descumprimento.

Comércio de ambulantes em semáforos

Nos casos de pessoas que desenvolve as atividades de comércio de produtos entre os carros e pedestres, com maior frequência nos sinais de trânsito, em Brusque essa atividade é proibida até da Lei Complementar n. º 271, de 19 de dezembro de 2017, que dispõe sobre a comercialização ambulante de alimentos em logradouros, áreas públicas e privadas, por meio de “Food Trucks” e Ambulantes.

Para desenvolver esse tipo de comércio o indivíduo tem que estar legalizado e cumprir diversas normas sanitários. A atividade tem que ser fiscalizada pela prefeitura.

Must Read

Manhã Mais – Sorteio segunda-feira 21 de outubro

Hoje temos: Um par de ingressos do Cine Gracher + 10 revelações de fotos 10x15 da Color Center, no...

Eleita nova realeza da Fenarreco

A 34ª edição da Fenarreco chegou ao fim no domingo (20). O evento foi fechado com a escolha da nova realeza da...

Brusque vence o Barroso e mantém invencibilidade sob comando de Jersinho

Na manhã de domingo, 20, o Brusque visitou o Almirante Barroso e venceu por 1 a 0. O gol Quadricolor foi marcado...

Colisão envolve dois veículos na madrugada de domingo no Centro

Na madrugada deste domingo, 20, por volta das 1h15 o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar foram acionados para o atendimento de...

Polícia Rodoviária registrou três acidentes na rodovia no bairro Itaipava

Acidente por volta das 18h, na rodovia SC 486, no bairro Itaipava, município de Itajaí, ocorreu um acidente de trânsito com vítimas....
WhatsApp chat